Negociações de paz?

Às vezes, a paz só atrapalha.

O Diário do Professor Arnaldo (27 de Setembro)

Hoje, uma aluna virou-se para mim e disse:
« – Setor, setor, tenho de ir já à casa de banho senão faço chichi pelas pernas abaixo. Deixe-me ir já.»
Como vinha de um intervalo de 20 minutos, não deixei.
« – Ó setor, vou mijar-me toda, ó, ó, vou fazer pelas pernas abaixo».
Toda a turma se riu. Eu fiquei a olhar para ela.
Outra aluna, depois de eu dizer uma piada relacionada com a matéria, disse:
« – LOL.»
LOL? Aquilo que significa «laughing out loud» em linguagem escrita? Agora LOL diz-se? Fiquei a olhar para ela.
Já na sexta-feira, foi uma turma inteira de 9.º ano que ficou a olhar para mim quando perguntei o que eram sindicatos e para que serviam.
« – Ah?»

A OCDE já chegou, aguarda-se o FMI

O aumento de impostos, IVA, IMT e IMI, é a prescrição salvadora da OCDE ao governo nacional, plasmada no ‘Economic Survey of Portugal 2010′, apresentado hoje aos nossos governantes.

Como destaca o Diário Económico, são oito as ‘recomendações-chave’ a Portugal, ou seja:

1)      Aumento de impostos

2)      Congelamento de salários

3)      Cortes nos benefícios e deduções fiscais

4)      Revisão do subsídio de desemprego

5)      Mais competitividade e flexibilização laboral

6)      Controlo e transparência nas contas públicas

7)      Infra-estruturas de transportes são essenciais

Consultado um a um, o teor e sentido das recomendações ajustam-se na perfeição aos objectivos orçamentais do governo. Esclareça-se, porém, que o PSD não foi esquecido. A OCDE reclama o consenso interpartidário, destacando a necessidade de suporte do principal partido da oposição – o relatório é inequívoco a este respeito.

Do conteúdo da prescrição de medidas preconizadas pela OCDE, é impossível deixar passar em claro sugestões paradigmáticas da intensificação dos sacrifícios requeridos aos cidadãos:

Um corte nas contribuições para a Segurança Social dos empregadores para suavizar o ajustamento pois reduz os custos das empresas, pelo menos no curto prazo

e, logo de seguida, remata

O IVA e os impostos sobre imóveis [IMT e IMI] devem aumentar o suficiente para, pelo menos, financiar este corte.

[Read more...]

Exposição de Fotografias em Vermoim – Maia (1)

Os bancos que paguem a crise

1, 2 , 3, uma elegia à arte do carteirista, um hino às subtilezas do gamanço.

Infografia do Expresso

religião, confissão do medo – III parte

3.1- Algumas ideias finais. IIIª Parte

Como é natural, há mais confissões espalhadas pelo mundo inteiro. Todo o ser humano tem necessidade de ajuda quando a vida é dura e não há outra alternativa na vida material, excepto acudir a essas outras formas materiais, criadas pelo ser humano, a religião. É esse o motivo da minha grande dúvida no início do texto: confissão de medo ou do medo. Decidi-me pela derradeira para discorrer ideias com a minha análise, que devia ser um livro. Um exemplo específico para mim foi o de uma tese de doutoramento que orientei sobre os Ismaelitas. Enquanto lia os papéis para escrever este texto, encontrei esse nome, a Índia toda caiu sobre mim. O candidato nunca acabou a tese, por preguiça, pelo que lhe solicitei ir embora – e embora foi, até com o seu nome, que entretanto esqueci. Mas, aprendi imenso sobre os Ismaelitas e agradeço: visitei os seus sítios de trabalho, comi nos seus restaurantes, ensinaram-me as suas crenças. Em honra aos seus membros, embora breve, direi apenas esta ideia: Os ismaelitas, por vezes grafado erroneamente Ismailismo, é uma doutrina religiosa considerada como um ramo dos xiistas. Os adeptos dos ismaelitas são também designados como septimámicos em

[Read more...]

A sensualidade plena de Mário Soares em pijama sedutor (exclusivo Aventar)


No novo programa da TSF, «Gente que Conta», o entrevistado de hoje foi Mário Soares. Entre outras coisas interessantes, o antigo Presidente da República disse que anda de pijama pela casa fora até à uma da tarde. Não vai comprar o pão de pijama, como o João Manzarra dos Idolos, mas trabalha de pijama. Não esclareceu se também almoça assim.
Pois bem. O Aventar porfiou e conseguiu em exclusivo fotos de dois dos pijamas preferidos de Mário Soares. Ao que parece, foi com estes dois modelos que o antigo Presidente promulgou muitos decretos e que recebeu Carlos Melancia aquando do regresso de Macau e o procurador Cunha Rodrigues quando este fazia de Pinto Monteiro.
Como nota final, se o programa da TSF se chama «Gente que Conta», teria sido bom que ele tivesse contado melhor os célebres negócios da Emaudio, a forma como despachou Rui Mateus para a Suécia e como conseguiu que os «Contos Proibidos» nunca mais fossem publicados. Ou ninguém lhe perguntou?
Já em relação aos elogios a Cavaco se percebe bem por que não perguntaram. Soares faz de tudo para ajudar à derrota de Alegre. Até elogios a Cavaco.