Novos escalões de IRS para 2013


Segundo a TVI (e secundado pelo Diário Económico, se bem que neste a sobretaxa de 4% só é referida noutro artigo)

Cinco em vez de oito escalões: mais impostos

Nota: este post foi actualizado com os cenários concretos.

Fonte: Público

Note-se que este valor é pago mensalmente (retenção na fonte) e é feito um acerto final no momento da entrega da declaração de IRS (aquilo de receber ou pagar IRS). Este acerto resulta da retenção na fonte poder não estar a ter em contar todos os aspectos do agregado familiar (despesas de saúde, por exemplo).

Nos cálculos supra não é claro se está ou não incluída a sobretaxa de 4% que será aplicada em 2013. Suspeito que não, o que, a confirmar-se, significará um valor de IRS superior ao apresentando.

Estes novos escalões incidirão sobre os rendimentos a auferir em 2013 (e a declarar em 2014).

Artigos que explicam  como fazer as contas:

  1. Novos escalões de IRS: taxa mais baixa passa para 14,5%. Atenção que neste link são apresentados os escalões sem a sobretaxa de 4%. Assim, a taxa mais baixa será de 18.5% em vez dos 14.5%!
  2. Uma explicação detalhada sobre a forma de se calcular o IRS e uma folha de cálculo com simulador para 2013 (que também compara com 2012).

Em 2012, os escalões são:

  • Até 4.898€ – 11,5%
  • Entre 4.898 e 7.410€ – 14%
  • Entre 7.410 e 18.375€ – 24,5%
  • Entre 18.375 e 42.259€ – 35,5%
  • Entre 42.259 e 61.244€ – 38%
  • Entre 61.244 e 66.045€ – 41,5%
  • Entre 66.045 e 153.300€ – 43,5%
  • Mais de 153.300€ – 46,5%

Em 2011 houve uma sobretaxa de 3.5%.

Mas se estes novos escalões já representam per si um grande agravamento de impostos, há a ter em conta que ainda há mais más notícias. Por exemplo, as deduções específicas vão baixar e a casa passa a contar menos para as despesas. Isto significa que o valor total sujeito a impostos será superior. Portanto, as taxas de imposto são superiores e o montante sujeito a impostos também – aumentos em duas frentes.

[actualizado]

Adendas:

  1. O Público indica hoje que a sobretaxa de 4% começa a ser cobrada já em Janeiro. É a abordagem que coloquei na tabela supra ao considerar as taxas de IRS todas com mais 4%. Não percebo (até percebo mas enfim…) que se apresentem tabelas de escalões de IRS que, na prática, têm todas 4% a menos.Neste mesmo artigo é também explicitado que «Os contribuintes mais vulneráveis não escapam: é introduzido um primeiro escalão de IRS para os rendimentos até 7000 euros (salários de 500 euros), com uma taxa de 14,5%.» Quando elaborei esta tabela estava com uma dúvida: então mas não há um limite até ao qual os rendimentos estão isentos, com até agora? Pensei que fosse interpretação incorrecta minha mas não. Todos os rendimentos passam a ser taxados, até um minúsculo salário de 500 euros brutos (400? líquidos?).
  2. Noutro artigo do Público fica bem patente de que forma são reduzidas as deduções específicas:
    • Deduções em IRS com crédito à habitação são reduzidas: Os limites às deduções fiscais com os juros suportados com contratos de crédito à habitação vão ser reduzidos de 591 euros para 443 euros em 2013. A actual lei estabelece que se podem deduzir 15% dos encargos com juros de dívidas, por contratos celebrados até 31 de Dezembro de 2011, contraídas com a aquisição, construção ou beneficiação de imóveis para habitação própria e permanente ou arrendamento devidamente comprovado para habitação até ao limite de 591 euros.

Comments

  1. Isto continua a ser um Pais de gatunos, de mãos dadas com os cumplices capitalistas de todo o Mundo e mais concretamente no nosso caso da Eurapa.

  2. Miguel diz:

    Obrigado pela tabela. Dá muito jeito para ter uma boa ideia de quanto iremos contribuir para os polític, err, digo o estado..

    Já agora, faz-me confusão ler que estes escalões de IRS vão ser aplicados aos rendimentos de 2012. Ou seja, é aplicado já ao que ganhamos neste ano, ou só é aplicado aos rendimentos do próximo ano?

  3. perlepumpa diz:

    Em 2012 nao ha sobre taxa… isso foi em 2011, certo?

  4. É, passámos todos a ricos.

    • Abreu Coutinho diz:

      De facto a conclusão é esta, o POVO (no qual me incluo) é BURRO! Tanto barulho por causa da TSU e agora comem-nos no IRS, descaradamente e nada fazemos!! Assim vamos bem!

      • Aleluia! Uma cabeça pensante!

        Caro Abreu Coutinho, digo isto sem intenção de ofensa mas com firme intenção de elogio e total concordância!

      • jorge fliscorno diz:

        «Tanto barulho por causa da TSU e agora comem-nos no IRS, descaradamente e nada fazemos!! »

        Mas repare, se a TSU tivesse avançado e dado que apenas uma pequena parte desse aumento de impostos iria para o estado (500 milhões), um aumento de impostos desta ordem de grandeza aconteceria na mesma.

        Este aumento de impostos não é uma troca de TSU por outra coisa. Com TSU teríamos esse novo imposto e ainda este pacote.

  5. A taxa especial de 4%, é só no panorama mensal ou também no IRS anual!?
    Eu pensava que era 4% nos rendimentos mensais , e no IRS anual seguir a nova tabela.
    No ficheiro (bem feito), penso que a taxa anual não terá os 4%.

    • jorge fliscorno diz:

      Creio que é indiferente ser no mensal ou no anual pois a retenção na fonte (mensal) é depois ajustada com a entrega da declaração anual. Isso aconteceu-me em 2011. Mudei de emprego a meio do ano, antes do anúncio do corte do subsídio de férias. Ao sair recebi metade do subsídio de férias nessa empresa (o normal do ajuste de contas de fim de contrato) e quando cheguei a Março de 2012, na entrega da declaração de rendimentos de 2011, lá estava a sobretaxa a incidir sobre todos os rendimentos de 2011 (e descontado o que entretanto me foi retido na nova empresa).

  6. A minha dúvida, era se era mensal e anual, mas pelos vistos já percebi.
    Teremos uma retenção extra de 4%, para nos novos escalões teremos uma sobrecarga de 4% aos valores de tabela!

  7. Excelente artigo tenho é 3 duvidas:
    1 – Que são aqueles 14% das deduções especificas? Que está por trás delas? Já vi que são para um solteiro sem dependentes, mas não percebi direito.
    2 – Outra coisa que me faz confusão, nos escalões antigos do IRS, o escalão 3 por exemplo, indica 35.5% de IRS. Mas essa percentagem é para dividir entre o trabalhador e a entidade patronal correcto? Por exemplo, um SB de 1500€, o contribuinte descontava 15% para IRS e os restantes 21.5% estava a cargo da entidade patronal correcto?
    3 – A partir do ponto 2, como fica isto agora? Imaginemos o escalão 2 com os 28.5%. Que parte sai do bolso do contribuinte e que parte sai do bolso da entidade patronal?

    Cmpts

    • jorge fliscorno diz:

      «1 – Que são aqueles 14% das deduções especificas? Que está por trás delas? Já vi que são para um solteiro sem dependentes, mas não percebi direito.»

      Correspondem a um montante que o fisco retira dos rendimentos (baixando o total sujeito a impostos). Pode ver quais são aqui: https://www.box.com/s/43j8clsvs32ajla7k1zr

      «2 – Outra coisa que me faz confusão, nos escalões antigos do IRS, o escalão 3 por exemplo, indica 35.5% de IRS. Mas essa percentagem é para dividir entre o trabalhador e a entidade patronal correcto? Por exemplo, um SB de 1500€, o contribuinte descontava 15% para IRS e os restantes 21.5% estava a cargo da entidade patronal correcto?»

      Não, o IRS é pago apenas pelo trabalhador. A segurança social é que é uma parte paga pelo trabalhador (11%) e outra parte pela entidade patronal.

      «3 – A partir do ponto 2, como fica isto agora? Imaginemos o escalão 2 com os 28.5%. Que parte sai do bolso do contribuinte e que parte sai do bolso da entidade patronal?»

      Sai todo do bolso do contribuinte.

    • tantofaz diz:

      Creio que as dúvidas só serão totalmente esclarecidas quando forem publicadas (no próximo ano) as novas tabelas para aplicação das taxas de retenção mensal na fonte de IRS.
      Cps.

  8. Quando vi a taxa dos que ganham mais, fiquei minimamente contente, até perceber que só subiu uma migalha… ao passo que, os mais pobres, levaram, uma vez mais, a maior pastilha…

    Ladrões!

    • jorge fliscorno diz:

      Na tabela do post vê-se que só há rendimentos tributados no último escalado a partir de rendimentos brutos de 7500 euros (privado) e 8500 (público). Este escalão é um acto de propaganda pois o total de impostos aí cobrados é insignificante face ao grosso da colecta (rendimentos até os +/-3000 brutos).

  9. é preciso ter muita lata, onde está os escalões daqueles admisnistradores e gestores que ganham 30 a 40 mil euros por mês, estão incluidos naqueles do último escalão que sai à volta de 6 mil por mês, isto é que é atirar areia para os olhos, ainda vêem com a história da redistribuição justa dos esforços, deviam era ser corridos de Portugal e ir trabalhar para a Troika e deveriam ficar na penuria para saber o quanto custa a vida de pobre

  10. jorge fliscorno diz:

    Actualizei o post com os cenários apresentados pelo Público. Dado que as contas toscas que originalmente coloquei no post serviam para apenas se ter uma ideia geral do enquadramento e que as actuais estarão mais exactas, removi as antigas para evitar confusão.

  11. Manuel magalhaes diz:

    Sou imigrante na Franca tenho rendimento de rendas imobiliarias em Portugal a Volta dos €70 mil gostaria de saber quanto vou pagar de IRS no proximo ano mesmo tendo de pagar ao banco um imprestimo de €50 mil anuais. Sem Mais obrigado

    • jorge fliscorno diz:

      Sugiro que use o simulador que pode descarregar aqui: http://www.irx.com.pt/
      Segundo o autor do software, o programa permite fazer a simulação, pré-preencher a declaração e, até, entregá-la ao Fisco. É de utilização gratuita (mediante certas condições).

  12. catarina diz:

    gostaria de um esclarecimento. Sou casada com dois filhos e temos rendimento como casalum rendimento inferior ao 28 mil euros pelo que percebi não vou descontar mais em 2013.

  13. suzete adelaide garçia livramento diz:

    Boa tarde,eu fui despedida em setembro do qual o meu ordenado é o minino 485euros,a minha entidade patronal no acerto de contas no valor de 957euros fez me um desconto para o irs de 7.5% que deu 60 euros.eu sou mae solteira com 3filhos, nunca descontei para irs. A minha pergunta é se ele pode fazer os descontos para irs sendo um acerto de contas de final de contrato?

  14. Suponho que quem tenha 3 ou mais filhos não paga IRS ?!!

  15. 1 Filho Vale por 1 diz:

    É VERDADE . ” Cozinhas Chefe .
    Esqueceram-se de nós. Quem tem três ou mais filhos não Pagam IRS?
    Interessante não acha?
    Ainda não tem a Tabela!

  16. Carlos diz:

    Eu pergunto descontei durante 50 anos, gostava de saber para onde foi o meu dinheiro, foi para encher a barriga a estes pançudos que estão ligados á politica, cambada de ladrões eu não devo nada a ninguém, por qual a razão que me vem roubar a minha reforma, quanto mais que não compreendo onde está a equidade, quando um contribuinte que ganha 20.000€ ano, vai pagar tanto como o que ganha 40.000€.Baixem os salários daqueles pançudos que estão sentados no parlamento a dormir e a aprovar leis apenas para favorecer as suas empresas.Tenho ódio a todos os que governaram e governam este País. Nem posso ver aquelas caras, metem-me nojo.

  17. Nesta tabela, onde ficam os divorciados com dependentes???

    • e quem é divorciado pelo que entendo trabalha uma vida inteira e não tem direito a nada e os nosso governantes algum dia fizer para tal amigos temos que fazer como o bocage

  18. Os que ganhas mil e poucos euros, são conciderados ricos, poriço têem que pagar mais impostos, para dar aos novos pobres que ganham para cima de 3mil até chagar aos milhões.

  19. manel farto diz:

    eu já me decidí não voto mais enquanto o país estiver a ser comandado por gemte que governa para ter um tacho para si e para os seus amigos durante o mandato e depois nas grandes empresas que ajudaram enquanto governantes. Chega de prjudicar sempre os mesmos.

  20. Manuel magalhaes diz:

    Gostari de saber qual o valor a pagar de irs pelas rendas recebidas dos imóveis comerciais e qual a retenção na fonte obrigado

  21. PIPOCAS diz:

    O “Zé povinho” deveria juntar-se como nunca visto e invadir a Assembleia da República e mostrar quem tem razão aqueles filhos da P….!

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s