O país (não) está melhor

Do que Timor e o Gabão. Continuemos calados.

Saia uma equivalência em Linguística Petrolífera para Miguel Relvas

aquilo que nos une a todos é a língua e a língua é o petróleo desta relação, é o que nos dá força, é o combustível desta relação e nós temos de continuar nesse caminho

Relvas dixit, em Timor.

Relvas restaura o império colonial

Do Minho a Timor.

E de que lado estavam vocês em 1992?

A diferença entre a missão Lusitânia Expresso em 1992 no mar de Timor e o que agora ocorreu em águas internacionais ao largo da Faixa de Gaza é apenas a de que os indonésios souberam conter-se, os israelitas não.  E parece que os portugueses não levavam berlindes.

A diferença entre a Palestina e Timor-Leste não é nenhuma: a mesma ocupação, a mesma tentativa de fazer um povo desaparecer da face da terra.

A Fretilin também era uma organização terrorista?

A memória das pessoas é mesmo muito curta. A leitura sempre ajudava a suprir a amnésia, mas para isso era preciso saber ler, o que está logo vedado a quem nem escrever articulando ideias consegue, limitando-se a despejar o mesmo loop, dias a fio. Temos as caixas de comentários cheias disso.

Livros em português para Timor

Recebi um mail de uma professora pedindo livros para Timor. Diz ela que a sua biblioteca pessoal não aguenta tantos pedidos e que pessoas que pretendem aprender ou melhorar o seu português a abordam solicitando livros. Transcrevo parte do mail:

“E O QUE MANDAR?

Mandem por favor livros de ficção, romances, novela, ensaio, livros

infantis etc, etc. Evitem gramáticas e manuais escolares. Dicionários,

mesmo que um pouquinho desatualizados são bem vindos. Este critério é

meu e explico porquê. Alguns timorenses (estudantes e não só) são um

bocado fixados em aprender gramática mas ainda não têm os skills

básicos de comunicação. Parece-me melhor ideia que possam ler outras

coisas, deixar-se apaixonar um bocadinho pelas histórias mesmo que não

entendam as palavras todas, do que andarem feitos tolinhos a marrar

manuais e gramáticas. O caso dos dicionários é outro. Um aluno, por

exemplo, usa um dicionário português-inglês para tentar adivinhar o

significado das palavras. Como o inglês dele tb não é grande charuto

imaginam como é a coisa.” [Read more...]