Homenagem e agradecimento ao Zé Nuno do «5 Dias»

No Domingo, o Jugular investiu mais uma vez contra o «5 Dias». Nada de surpreendente, atendendo a que vem sendo uma das rubricas habituais desse blogue. Aliás, é um pelouro que está a cargo daquele cujo nome não deve ser pronunciado mas que, na blogosfera, dá pelo nome de «Palonço das Beiras».
A novidade, aqui, é o ataque ao Zé Nuno por causa de um excelente «post» acerca de Susan Boyle. Se atacasse Nuno Ramos de Almeida ou Luís Rainha, compreendia-se, embora não se aceitasse. Compreendia-se dadas as divergências anteriores e a forma como esse blogger foi expulso do «5 Dias».
Mas Zé Nuno? Um pacato informático, alguém que nunca se mete com ninguém, que nunca se envolve em polémicas, sempre pronto a ajudar e a resolver os problemas técnicos, mesmo da concorrência, como eu próprio pude verificar ainda há pouco tempo!
Aliás, para que todos vejam quem é Zé Nuno, recorri a ele porque não conseguia colocar o DVD do Freeport (vídeos da TVI) aqui no Aventar. E ele não só o colocou como, a seguir, colocou-o no «5 Dias» dizendo que tinha sabido da sua existência através de mim!
É de alguém grande. Mas ser grande e estar conscientemente afastado das polémicas não chega. Não chega, porque mesmo assim é atacado pelo Jugular.
E é pena. Porque estamos em presença de um bom blogue. À excepção de alguns escaganifobéticos, tem excelentes bloggers: a Palmira Silva, a Fernanda Câncio, a Ana Matos Pires, a Maria João Pires ou o Miguel Vale de Almeida.
Mas quando se julga que não pode descer mais baixo, o Jugular, por via do supra-citado senhor, encarrega-se de ultrapassar as expectativas.
Poderá descer ainda mais baixo? Talvez. É que nunca se sabe o que farão a seguir. Contratar o João Pedro Henriques?

Comments

  1. maria monteiro says:

    Apenas posso dizer: Grata Zé Nuno pelo excelente post.