O «laptop» do terceiro mundo sob investigação

O Público noticia que a JP Sá Couto foi alvo de buscas, hoje, por parte da Polícia Judiciária.
Para os mais distraidos, sempre se dirá que a JP Sá Couto foi escolhida por José Sócrates, sem concurso público, para fabricar o famoso computador Magalhões, o «laptop» do terceiro mundo.
Agora, está a ser investigada por fraude fiscal. Nada de surpreendente para quem viu uma empresa, partindo do nada, chegar onde chegou (1308% de crescimento no último ano). Ao que parece, os crimes fiscais são anteriores ao Magalhães, o que ainda piora as coisas – porque torna inexplicável a sua escolha para o fabrico de tão importante produto, sobretudo quando o próprio João Paulo Sá Couto é arguido.

Comments

  1. dalby says:

    O milagre da multiplicação das rosas, da rainha de Leiria, versão soft estilo microsoft!