«Sub-prime Minister» (Miguel Vale de Almeida, 10/02/09)

O papel a que se presta Augusto Santos Silva é tão velho como a humanidade: o intelectual que entra no círculo máximo do poder como defensor do líder, suspendendo por uns anos o espírito crítico, sabendo perfeitamente que o que diz é instrumental. O ministério que dirige (o dos Assuntos Parlamentares) não existe: é um eufemismo para o cargo de comissário político. O tipo de agressividade que é costume encontrar-se neste papel resulta de uma fuga para a frente, porque o intelectual de aparelho sabe que o que diz não corresponde necessariamente à verdade (o intelectual não cai na volúpia de acreditar mesmo – numa política, numa missão, etc. – ao contrário do político). A única forma de lidar com a contradição é fazer uma fuga para a frente, carregar de emoções a prática política, resvalar para o modo trauliteiro. O grão-vizir é quase sempre mais assustador que o sultão, o capataz mais do que o patrão, o papista mais do que o papa.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    isto aplica-se ao Miguel V Almeida? Ou só aos comissários políticos ? Onde chega a merda,porra! è dificil um homem ganhar a vida de costas direitas! Mas como é que este tipo se olha ao espelho? Está habituado a estar curvado para a frente, é o que é!

  2. dalby says:

    Nao sejas má língua Luis, o que se passa é muito claro Luis: o MVA é um tipo que estudou, que leu, que sabe manejar o sistema, que aprendeu e que pura e simplesmente faz o que quer…é sim sr. o tal tipo urbano com todos os predicados…SÓ NÃO TEM UM, QUE A CULTURA NÃO LHE PODE DAR, NEM A ELE NEM À MEDEIROS: SOMENTE ISTO: NÃO SÃO DE MODO ALGUM, BOAS PESSOAS! TOUT COURT! NÃO SÃO DE FIAR E NUNCA OS QUERERIA PARA AMIGOS. RESUMINDO, DEPOIS DO QUE SE VIU..NÃO PRESTAM! PRESTAM É PARA O PS E PARA ARRANJAREM A VIDINHA DELES, QUE É A UNICA E EXCLUSIVA COISA EM QUE PENSAM. CONTUDO NAO É IMPORTANTE. O POVO QUE ELEGE NO PS NAO SABE QUEM ELES SAO..SAO E ESTAO DISTANTES DO POVAO!