Jerónimo de Sousa no «Gato Fedorento»

Jerónimo de Sousa, dos candidatos às eleições, é o mais genuíno de todos. Aliás, é o único. Um velhinho simpático, o avozinho que eu nunca conheci. Gosto realmente dele.
Depois de uns debates cinzentos, parece querer acordar para a campanha. No Domingo, no Palácio, era vê-lo a dançar a Carvalhesa com toda a alegria, com toda a espontaneidade. Hoje, no «Gato Fedorento», desfiou sem estratégias a história da sua vida e das suas netinhas. Só se engasgou quando Ricardo Araújo Pereira lhe falou em Zita Seabra, mas voltou a sair-se airosamente. Zita Seabra e, já agora, Santana Lopes.
O camarada Jerónimo ainda vai surpreender muito, no próximo Domingo, todos aqueles que auguram um mau resultado ao PCP.

Comments


  1. Sou insuspeito como sabem no que diz respeito ao PCP… que são na política quase como o FCP no futebol.O Jerónimo foi claramente o melhor no “confronto” com o RAP. Este mesmo muito bem.JP

  2. Manuel Rocha says:

    Grande Jerónimo! Não se armou em engraçado – teve graça.