Teixeira dos Santos no «Gato Fedorento»

Não sei muito o que dizer da entrevista do Ministro das Finanças ao «Gato Fedorento». Não teve grande piada, até porque não me pareceu que Teixeira dos Santos seja uma pessoa com grande sentido de humor. Mostrou que ia preparado e esteve sempre a tentar responder com graças e graçolas, mas nunca teve piada. Ricardo Araújo Pereira, por seu lado, fez-lhe algumas perguntas, como dizer?, engraçadas. Retenho aquela sobre o seu futuro: se já tinha escolhido a empresa para a qual iria trabalhar como Director-Geral depois de sair do Governo. A Mota-Engil, por exemplo.
Seja porque as figuras mais mediáticas já desfilaram pelo programa, seja pelo seu cinzentismo, a verdade é que o desempenho de Teixeira dos Santos, meu conterrâneo, esteve ao nível do seu desempenho como Ministro das Finanças, pelo menos de acordo com os critérios seguidos pelo «Financial Times».