Coisinhas boas

Aparentemente, Maria de Lurdes Rodrigues escreveu um livro. Eu não sei se vou comprar o dito (sendo que parece que é um bocado carote) até porque tenho para ler um sobre Thomas More, a “História concisa de Inglaterra” do Travelyan que ainda aqui anda, o da Alison Weir (não perguntem, tenho cá em casa e tenho que ler), dois do Guy, e depois planeio mandar encomendar a triologia sobre a História de Inglaterra do S. Schama e o Tudor England do John Guy e tenho ainda um Dickens no meio mais dois do Orwell sem falar no Erasmus. Aliás, por falar no “Elogio da Loucura”, parece-me que este livro da Maria de Lurdes tem muito que se lhe diga. Não li por isso não posso comentar, mas posso certamente dizer que a apresentação foi no mínimo hilariante. Vi um Sócrates todo sorridente a dizer que este livro não era de maneira nenhuma uma forma da ex-ministra se tentar justificar. Isto nem me tinha passado pela cabeça mas agora que o PM falou disso é razão para suspeitar. Isabel Alçada coitadinha, nem vista nem achada naquilo tudo, lá apareceu fazendo um esforço enorme para esconder a sua expressão: vocês não me metam nesta ramboiada que eu não tive nada a ver com o que ela fez. A melhor parte foi o Dr. Mário Soares a dizer que Maria de Lurdes tinha um plano para a educação do país. Podia ser discutível, disse ele, como “são todos os planos” mas ao menos tinha o plano, alguma coisa planeada. Isto para não dizer claramente que era mau. Nem o Mário Soares conseguiu disfarçar. E quando o Mário Soares não consegue disfarçar é porque as coisas estão más.
Tenho curiosidade em ler o livro porque, tal como diz o Paulo Guinote, aprecio ficção histórica apesar de ter a vaga ideia de que isto vai ser um novo Wolf Hall mas com menos utilização do pronome “ele”.

Comments

  1. Luís Moreira says:

    Daniela, com tanta coisa boa para leres o melhor é não gastares o teu precioso tempo com tal “defunto”!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.