Poceirão-Lisboa em Expresso-charrete

poceirão

Agora que o TGV vem de Espanha até ao Poceirão, os nossos queridos deputados já poderão ir de comboio até Bruxelas. Sim, que o TGV é uma ligação à Europa, não é? Só há ali um bocadito de caminho até Lisboa onde é preciso um transporte alternativo. Mas não hão-de ser os velhos do restelo a travar o progresso e não há nada que não se resolva. Assim e a bem da nação, aqui deixo já esta ideia, que tenho a certeza de vir a colher as boas graças dos nossos políticos. Partindo do slogan que volta e meia por aí se ouve e que reza “Vá para fora cá dentro”, sugiro que se estabeleça um serviço de charretes entre a baixa pombalina de Lisboa e o Poceirão. Por forma a garantir suficiente oferta, deve-se proceder a uma requisição civil dos serviços de passeio turístico de charrete que há em Sintra. A viagem poderá ser um pouco mais longa do que se o TGV chegasse à Gare do Oriente mas atenção, a paisagem é deliciosa e o potencial turístico da viagem potenciará a economia da região! E tem ainda uma vantagem de monta. Convençam-se os senhores do FMI a virem de TGV para o Poceirão e sempre ganhamos mais um tempito sem contenção. Ganham todos e até ganham os senhores da Mota-Engil, que poderão despachar mais umas obritas públicas enquanto não chegam à capital esses forretas da manga de alpaca. Como se vê, o nosso Engenheiro sabe o que faz e é de agradecer a modernidade que nos trouxe.

Trackbacks


  1. […] E já agora, para que vai servir esse pedaço de caminho de ferro entre a fronteira e o Poceirão? […]


  2. […] Para que vai servir esse pedaço de caminho de ferro entre a fronteira e o Poceirão? […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.