Lapsus linguae e desejo de voltar ao passado

Comecei por achar que foi gafe mas agora convenço-me que a Lusa e demais comunicação social encontraram a solução para os problemas do país. Com efeito, ao chamarem “Plataforma de Voluntários Sócrates 2001” à acção de campanha de ontem, mostraram que sair deste buraco implica voltarmos 10 anos a trás, tempo em que

  • as SCUT e as PPP ainda não eram forma de fazer obra sem dinheiro (para os outros, que somos nós agora, pagarem);
  • não haviam sido feitos os estádios do Euro2004, que agora estão às moscas e para os quais até se defende a demolição de alguns, face à sua inutilidade;
  • ainda o BPN e o BPP ainda não tinham sido nacionalizados, com os enormes buracos financeiros a serem incorporados nas contas do Estado, sem que se perceba com que objectivo;
  • não tinham sido inventados os ajustes directos, ganhando os concursos quem apresentasse a melhor oferta (ou quem fizesse o melhor lobbying, mas os perdedores podiam apresentar reclamação e, mais cedo ou mais tarde, quem ganhava por cunha acabava denunciado);
  • a Educação ainda não tinha sido transformada em campo de chacina para se conseguir impor alguns cortes salariais;
  • a Justiça funcionava tão mal como hoje mas ainda gozava de alguma credibilidade.

Há 10 anos ainda o país tinha solução. O «pântano» já existia mas ainda anos e anos de governação socialista, com o interlúdio PSD, não o tinham transformado no pantanal.

PIB e despesa: 1997-2010

Comments


  1. Mais um pouco e a Lusa ainda saca do video ‘velhinho’ do António Mourão a cantar o “Ó tempo volta para trás”… “dá-me tudo o que eu (Portugal) perdi”

Responder a Carlos Alberto Cancelar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.