Afloat upon etheral tides…

Durante a sua longa História, Londres já sobreviveu a:

– Aos romanos.

– Às invasões dos saxões.

– Á conquista normanda

– A João Sem Terra

– Aos barões.

– À guerra das Rosas

– A Henrique VIII

– Á Revolta de Wyatt

– À armada de Felipe (Que não consegue entrar em Londres)

– Ao Gundpowder Plot

– À guerra civil

– Á morte do Rei.

– Ao Grande fogo.

– A uma revolução.

– Á Revolução Industrial.

– Á loucura do King George

– Ao Parlamento.

– A católicos

– A protestantes

– A várias pestes e doenças (the english sweating).

– Á extrema pobreza.

– A ser capital do Império.

– Á grande depressão

– Às bombas da 2º guerra mundial.

– A Margaret Thatcher.

Londres é uma das mais importantes cidades da História. Já viu de tudo. Westminster Abby já presenciou toda a espécie de temores. Já várias vezes durante a sua História se pensou que era o fim. Os saxões pensaram-no quando os normandos invadiram. Os católicos quando Henrique VIII decidiu separar-se da Igreja, Elizabeth quando sentiu a Armada a chegar, Charles quando viu que ia ser morto, Dickens quando viu em que Londres se encontra, as pessoas no metro que ouviram as bombas a cair-lhes por cima.

Nunca acabou. Continua lá de pé, firme, a antiga capital de um império, o berço de muitas convenções, boas e más. Tenhamos fé. A História é assim. Problemática, cheia de altos de baixos. Mas Londres com a sua sabedoria sabe que isto, tal como tudo o resto, vai passar.

London goes beyond any boundary or convention. It contains every wish or word ever spoken, every action or gesture ever made, every harsh or noble statement ever expressed. It is illimitable. It is Infinite London. – Peter Ackroyd, in London: a biography.

Comments


  1. Excelente textoi, Daniela, especialmente por ter sido escrito com frases curtas, sintéticas, dentro delas os factos bem especificados e sobre um prédio que uma das joias dea Grã-Bretanha. Foi salva pelos vizinhos em 1648, qando Cromwell fez a revolução contra a monarrquIa e aristocracia drubou ao Rer Charles 3rd Lancashire, mandou queimar igrejas, a Catedra salva pelos vizinhos, como os vitrais do King´s College, Cambrige, no dia em que o poeta Milton confrontou-se a braço nu perante as tropas revolucionários, delarando que e4rra propriedade privada e não podiam entra. São os únicos vitrais medievais que existme na Inglaterra. A foto, é das bombas naziz e está pendurada num sítio visível da Catedral.
    Parabéns, querida Daniela pela sua sabedoria e sinteses
    Raúl Iturra
    lautaro@netcabo.pt

  2. Daniela Major says:

    Caro Raul, obrigada pelo seu comentário. É um dos membros deste blog que mais estimo pela sua cultura, inteligência mas também bom senso. Westminster Abby é um dos meus monumentos preferidos só superado pelo Palácio de Westminster (vulgo, Parlamento Inglês). Londres é uma cidade que está hoje a ferro e fogo mas achei necessário lembrar que isto que está a acontecer não é novo. Muito pelo contrário.

    Não tinha conhecimento dessa história sobre Milton. Mas só está de acordo com o que pretendia dizer sobre os ingleses e sobre a Inglaterra (que hoje em dia já abrange muito mais do que apenas e só os ingleses).

    Obrigada.