Os quatro malfeitores

Faz hoje 9 anos que quatro malfeitores se reuniram na Base das Lajes para justificar o injustificável. Neste momento, os EUA já retiraram as suas forças do Iraque, substituídas largamente por mercenários. Os iraquianos continuam a sofrer. E quanto aos malfeitores, foram todos devidamente recompensados.

Recorde aqui a Cimeira das Lajes

Comments

  1. Tito Lívio Santos Mota says:

    um dos malfeitores limitou-se a mandar portugueses morrer por causa alheia e, nas Lajes, preparou as estadias, pagou as despesas e nem sequer o convidaram para o jantar.

    Tem nome: Durão Barroso.

Trackbacks


  1. […] a entrada de Durão Barroso na Comissão Europeia será uma mais valia para Portugal, como se um dos quatro fosse bom em alguma […]


  2. […] Os EUA mantém prisioneiros em Guantánamo, à margem de todas as leis, sem acusação e sem julgamento homens sem qualquer esperança (muitos deles capturados ainda menores). As notícias nos media normais sobre este caso em Portugal são mínimas (ao contrário do que aconteceu quando os criminosos combinavam a guerra de agressão). […]


  3. […] ao anterior somarmos a perda de autoridade moral associada ao uso de tortura, concluímos que só criminosos muito burros usariam tais […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.