Greve, direita, carneiros e ladrões

Acabou a Greve Geral!

Voltemos ao Aventar.

Fazer ou não fazer Greve é uma opção de cada trabalhador – começando por ser um acto colectivo, a sua concretização acaba por ser um momento particularmente individualista.

Se a Greve resulta ou não, se é bem marcada ou não, são reflexões para outros tempos. Por agora importa ir direitinho à fonte, porque tenho sede!

Sede de dizer na cara a alguns dos que nos roubam que chega! Parem! Estamos fartos!

Que não concordem com a sua marcação, que até achem que este não é o momento ou até que não serve para nada, tudo pode ser discutido.

Agora, virem com a tanga do Direito à Greve, da sua existência ou não, da sua limitação… Vão todos para aquela parte!

A pergunta é simples: quem é que levou o país a este pântano? Foram os trabalhadores?

Não!

Então porque é que temos que ser NÓS a pagar e ainda por cima calados??!!! Carneiros? É na porta ao lado!

E mais simples ainda: se nos estão a pagar menos para produzir mais, o diferencial de lucro vai ficar com quem? Ladrões!

Para os queques que conseguiram ler até aqui fica o aviso: isto não vai ficar assim. O jogo não acabou! Preparem-se!

Nota: desculpem lá o post exageradamente azedo mas há cada vez menos paciência para gente burra!

Comments

  1. jorge fliscorno says:

    Como não fiz greve, fico sem saber se me enquadro nos carneiros, nos ladrões ou nos queques 😉 Espero que, apesar de discordar do método, reconhecer que o rumo político é errado me sirva de atenuante. Porque, afinal, nem todos os caminhos vão dar a Roma (alguns vão para a Grécia).

  2. jorge fliscorno says:

    Ah, talvez caiba na parte da gente burra 🙂

  3. manuel.ferreira says:

    TRABALHO………SÓ UMA ESTRATÉGIA COMPLETA…EQUILIBRADA…E ROBUSTA , pode conduzir o País ao caminho do Progresso das pessoas , das famílias e das empresas…
    O TRABALHO NÃO DEVE PAGAR QUALQUER IMPOSTO…!!!
    Quem trabalha ,( e produz riqueza ) , trabalha para si , para a sua família , para a sua empresa , para o seu município , para o seu País…
    MERECE UM INCENTIVO…MERECE UM LOUVOR…MERECE UM PRÉMIO…e nunca um imposto…e mais grave ainda um imposto progressivo…quanto mais trabalha mais paga…
    É UMA GRAVE INJUSTIÇA COBRAR IMPOSTO SOBRE O TRABALHO…
    E um dos maiores erros da nossa sociedade…sendo urgente corrigir tal erro que é de uma injustiça COLOSSAL…
    O Estado só deve cobrar impostos JUSTOS…sobre o Consumo , a Poluição e os Vícios…e todos os outros impostos devem ser ABOLIDOS…
    A redistribuição dos rendimentos deve ser feita apenas no investimento do Estado…e nunca na cobrança dos impostos…
    Os impostos injustos sobre o TRABALHO devem ser PROÍBIDOS imediatamente…para que haja um mínimo de JUSTIÇA FISCAL…

  4. João Paulo says:

    #1 e #2 Nada disso. Repara que não questiono a opção de um trabalhador considerar que é preciso lutar, mas não com uma GREVE GERAL, como esta. Até aí, totalmente de acordo. Repara que o meu ponto não é esse: “Agora, virem com a tanga do Direito à Greve, da sua existência ou não, da sua limitação… Vão todos para aquela parte!”

    Ou seja, o que me tira do sério nestes dias são as pessoas que questionam o direito, a possibilidade de alguém (quem quer!) reclamar, lutando pelo que considera justo. Só isso.
    Obviamente não entras em qualquer das categorias que referes.

  5. jorge fliscorno says:

    Na boa, JP, era só provocação barata 🙂

Responder a manuel.ferreira Cancelar resposta