Eu que sou das intrigas…

Samuel de Paiva Pires acusa Rodrigo Moita de Deus de ser um “Abrantes”. Rodrigo e mais uns senhores, incluindo o Jacinto Bettencourt, dizem que não são “Abrantes” e por alguma razão acusam Samuel Pires de ser pouco patriota. (Ui, o medinho, A acusação mais usada nos nossos dias: não ser patriota logo em vésperas da Selecção jogar. Já disse que sou pela Holanda? Senhores, eles falam do Felipe no hino! Do Felipe!)

Eu não sei bem quem tem razão até porque como diz e bem o Rodrigo eu não sou de intrigas. Mas sei que alguém me devia explicar qual a diferença entre isto e isto.

PS: Miguel Relvas deve demitir-se. E já. Isso sim seria zelar pelos interesses da “pátria” na medida em que se começava a instituir regras e a tentar imbuir os nossos governantes de princípios. Sabem, aquilo do exemplo. Só que em Portugal o exemplo devia vir de baixo. Isso sim era de valor.

Comments

  1. maria celeste ramos says:

    Sim, de cima só vem o cutelo


  2. Ai Daniela, no que a menina se veio meter… “Prontos”, agora que aqui vim dizer isto, lá tenho que comentar qualquer coisita sobre o assunto, senão não estaria a ser correcto. É claro que o Rodrigo não é “Abrantes”! E fica ofendido! É “super-Abrantes”. Super! 🙂

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.