Estão falidos? não cobrem impostos

As medidas Merkel para o enterramento dos países em dificuldades, estão ao nível do combate ao desemprego facilitando o despedimento. Vamos aturar estes idiotas por quanto tempo?

Comments

  1. Daniel Martins says:

    Ouço líderes políticos apavorados perante a ‘fragilidade da situação na Grécia’, mas não ouço uma única expressão de preocupação pelos gregos. A humanidade votada ao baú do esquecimento e uma Europa que retrocede décadas em meia dúzia de meses. Foi o anseio de paz que conduziu à criação do mercado comum. Schuman falava de um sonho de progresso social, Merkel apela aos agentes de mercado. Os gregos invadidos por Hitler, massacrados pela repressão nazi e marcados pela morte pela fome de 300 mil atenienses, nunca foram ressarcidos por uma Alemanha airosamente saída da guerra. A ausência de qualquer gesto de solidariedade do governo alemão para com o caos social de um país irmão no projecto europeu é de uma insensibilidade atroz. Não compreender a ausência deste absoluto ético é escamotear a causa da desagregação europeia.


  2. Será que há novas formas de se manifestar o que se passou em 1914-1918 +++ 1938-45 ??? saudades ?? de “impérios” ??? – sic-23H50-últina notícia “Grécia-um país à beira da tragédia” -Apenas que desta vez a tragédia não é apenas “grega” mas sim europeia (alguns como sempre pois há sempre quem escape pelos intervalos da chuva)

Responder a Daniel Martins Cancelar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.