Despacho de organização do ano letivo 2012/2013

O que muitos temiam, aconteceu!

O MEC acaba de publicar em diário da República o Despacho Normativo nº 13-A/2012 (link para o pdf).

É um documento que vem colocar em forma de lei alguns dos aspetos que se consideravam em dúvida:

– horários de professores,

– organização dos horários dos alunos,

– crédito de escola,

– etc…

Para o leitor, não docente, que teve a coragem de chegar até aqui,  será importante dizer que este é um documento que operacionaliza parte das intenções governamentais de reduzir docentes nas escolas e ao mesmo tempo garantir que os restantes asseguram o trabalho.

É uma espécie de cobertor – Crato está a cortar uma parte muito significativa do tapete e, com este despacho, espera conseguir obter os mesmos resultados.

Em educação, desde 2005 que se tentar fazer mais, com menos.

Os resultados estão aí!

Nota: temos já disponível uma primeira análise do Despacho.

Comments


  1. A educação e a saúde, gratuitas e universais, passaram a ser o ódio de estimação do ultraliberalismo deste Governo cuja agenda se inspira no Chile. Curiosamente, por via democrática e sem execuções sumárias.

  2. Dora says:

    A todos os professores que só fizeram algo por altura da avaliação do desempenho, a todos quantos foram dar aulas por causa das provas de aferição marcadas, pelo teste marcado, pelo apoio incondicional e prévio a este governo e a este ministro da educação, a todos os que pensavam que vinha aí o “rigor” e os “exames” como forma de se resolverem as suas próprias angústias e inseguranças, a todos os imbecis ingénuos que não sabem de onde vieram, onde estão e para onde querem ir, a todos os professores que nos seus blogs fizeram campanha por esta política educativa e que continuam a fazê-la, a todos os que sonharam e continuam a sonhar com um tacho qualquer ministerial e bestial no MEC e afins, a todos estes totós pseudo intelectuais e, quiçá, a “classe” profissional com mais qualificações da treta e da bosta, venho por este meio dizer-vos que me estou marimbando para qualquer apoio solidário ou qualquer….greve dos agrafos, dos clips, de qualquer greve de zelo, aos exames e afins.

    Desamerdem-se!

    Que já cansei de dar para este peditório.

  3. Dora says:

    Ai que o rapaz parece tão sério, ai que é de tão boas famílias, ai que mora no subúrbio, ai que voz de tenor, e aquel’outro que fala tão pausadamente e quem fala assim denota um ser inteligente e mais o outro, o coiso, das loas ao pastel de Belém e mais o outro também de Belém e mais este plano inclinado tão cheio de vontade de implosões memórias do seu passado de radical burguês esquerdista.

    Ai, que são tão frescos e jovens, ai como eles me enganaram e mais os Ais, os Ais, de Portugal.

    E vem-me à memória uma frase batida: ” É só fumaça! É só fumaça! Vão bardamerda!”


    • Ó coiso, ou coisa: Dora, João, Patriota e Liberal, essa heteronímia é assim a modos que um bocado, digamos, que coisa. Arranja lá um nick como as pessoas, e a malta entende-se.

  4. João Paulo says:

    Eu acho piada a um tipo que se olha ao espelho e não gosta. O problema é do espelho e por isso muda de nome, insulta, trata mal, escreve mal… E, caramba, todos os espelhos são maus… Ó meu, lê e segue as dicas do JJC – torna-te gente!


  5. ai se eu tivesse de ir para a escolinha aprender a ler e a escrever, e a pensar e comunicar, estes professores é que eu não queria não senhor – muito obrigada – se são uma amostra dos actuais ensinantes coitadinhos do que não conseguem aprender e ainda bem

Trackbacks


  1. […] de publicar a revogação de uma coisa que sairá em Agosto. No Ministério da Educação não se brinca em […]


  2. […] ao longo de todos os pontos do Despacho, não há uma única proposta que, ainda que simbolicamente, possa significar investimento na […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.