Letizia Ortiz e eu

Ambas fazemos 40 anos este fim-de-semana (Letizia é mais velha que eu umas horitas).

Ambas queremos festejar o nosso aniversário longe dos holofotes e nem temos prevista nenhuma celebração pública nem actos oficiais.

Ambas somos mães, discretas e magras. Reconheço maior beleza em Letizia. Mas sem inveja.

Ambas pretendemos que a data fique marcada no seio dos que nos são mais próximos.

Ambas sabemos guardar segredo relativamente às nossas viagens.

Ambas celebraremos os 40 em casa (ela espera uma surpresa do seu príncipe, eu não espero).

Ambas teremos, com certeza, pensamentos semelhantes chegadas aos 40. Posso adivinhar os dela. Ai os «enta»…

Muita coisa eu tenho em comum, afinal, com uma princesa!

Comments

  1. maria celeste ramos says:

    Minha mamã dizia que criara os filhos como príncipes – mas eu não usava tiara se meu irmão era medalhado era por ter ido fazer a “guerra dos outros” – mas ambos fomos mais úteis à família e sociedade do que qualquer “princês” – nem no carnanal quando adorava mascarar-me, era de “saloia do campo” e não de — Interessante esta – não vejo a utilidade de nada a não ser pela simbologia – até em crainça li literatura de pricesas e pricipes e FADAS – estimular o sonho é bom – mas não perder a noção do real – ter comportamente princioesco, é lindo, mas não fazer mais do que o rei que depôs a sua Corôa no altar de Nª Senhora percebendo que o poder era da alma e não do coroamento – e todas nós mulheres ainda pensámos (e pensamos) que há sempre por aí “o principe encantado” – que bonito como o real por fora passou para a simbologia e para o mito, por dentro e a noção de aparato se impantou no querer ser e sentir

  2. Armindo de Vasconcelos says:

    Duas princesas têm, de facto, tanta coisa em comum!
    Não, não dou os parabéns antecipados…


  3. Foi um lindo post.
    Parabéns … por ti!

  4. maria celeste ramos says:

    Mais de 200 escolas não abrem de norte a sul do país – desaparecendo também jardim infantil desde 2005 fecharam 3 mil e 700 – é grave o fecho das escolas das Aldeias – muito grave – desumano – atacar CRIANÇAS é da maior gravidade e provocar-lhe Deus sabe que emoções de tristeza e recordações quem sabe quanto e como perdurarão – até as belas escolas do tempo de Salazar que vai com certeza ruir e encher-se de lixo e ratos e dixr de se ouvir o sino da Igreja – e as aldeias ficam mais e mais desertificadas de pessoas e dos ridos das crianças – Paredes é dos concelhos em que 17 escolas desaparecerão – criminosos os que matam em vez de melhorar e acrescentar o que falta e o povoamento dos locais que fica des-povoado e mais km e dinehiro que os familiares gastam e as crianças a andar a pé ao sol e chuva e frio – criminosos – uma peofessora diz que no tempo dela havia 60 alunos e nunca problema nenhum – poupar em dinheiros que irão para os bolsos de ladrões – sacar onde e a quem se puder – e haverá autocarros a transportar alunos – poupar num lado ?? e gastar muito mais noutro e os autocarros até costumem cair ribanceira abaixo + gasóleo poluidor ++ etc – cada um dá os argumentos que lhe convém – e diz que o ensino secundário é obrigatório – mas não era já – e os slogans que usam

  5. José Casimiro Ribeiro says:

    Deixe lá, é só mais um anito e que a felicidade esteja sempre presente!

  6. Fernando Antolin says:

    Enhorabuena, Maria do Céu. Se eventualmente operar o nariz,que fique mais compostinho que ode Letízia… 🙂

  7. Sónia says:

    Gostei! Não estejas preocupadas com os “entas”! Afinal de contas, raramente te dão essa idade! Por outro lado, somos como o Vinho do Porto – quanto mais velhos, melhor! Atrevo-me a dizer que também tu tens um príncipe em casa, por isso, para quê preocupares-te? Goza a Vida que é muito curta!
    Cá por mim, espero poder continuar a dar-te os parabéns nos próximos 40 anos, no mínimo!!
    Beijos mas não ainda de parabéns!…

  8. Amadeu says:

    Muitos parabéns Céu. Bem vinda aos entões !!
    Só custa nos primeiros meses, depois habituamo-nos 🙂


  9. Cara Céu, os meus parabéns! Que o futuro sempre ouça os seus anseios!

    E não se preocupe com os “enta”; eu também lá estou, com mais um década em cima, e sempre consegui encontrar o melhor em cada idade por que passei!

Responder a José Casimiro Ribeiro Cancelar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.