Diz que há funcionários públicos a mais

É fácil encontrar nas notícias os vários sinais da crise que o cidadão comum, eterno sísifo, suporta todos os dias. Hoje, apetece-me realçar este título: Segurança Social tem 154 técnicos para 37 mil casos de regulação parental. A leitura da notícia torna evidente a falta de recursos humanos num campo em que as resoluções tardias afectam a vida de milhares de crianças.

Entre actuais governantes, respectivos conselheiros e opinantes da mesma cor, fazem-se sempre umas contas muito simples e descontraídas: Portugal tem funcionários públicos a mais. Sem se perder tempo com estudos ou com planeamento, faz-se de conta que o conjunto de ordenados de profissionais qualificados é o mesmo que despesa e, levianamente, atira-se com a necessidade de despedir ou, no máximo, com a alegada benesse de baixar salários para evitar despedimentos.

Enquanto o país prossegue o seu naufrágio, comandado por roedores, é vê-los fugir em todas as direcções: Coelho vai em frente; Portas sai porta fora.

Comments

  1. trill says:

    há sim senhor! Há demasiados presidentes, secretárias da administração, “técnicos”, “especialistas”, administradores executivos e não executivos, directores, chefes-de-serviço, e até motoristas nos Institutos Públicos, nas Fundações nas Empresas Públicas e em algumas Empresas Municiapais, onde se encontra toda a boyzada do partido do governo e do outro e nos quais ninguém toca. Há até presidentes de IP’s que são da maçonaria. Será por isso que ninguém lhes toca?

  2. trill says:

    hoje mais um bandido que esfaqueou um polícia no rosto foi mandado para casa pela juíza. Apresenta-se de 15 em 15 dias na esquadra. Entretanto o jovem de Sintra que matou o pai em defesa própria, depois das sucessivas queixas que fez na psp terem sido ignoradas, continua a aguardar julgamento na prisão.

    Enquanto os portugueses não perceberem que a maior ameaça ao sistema democrático em Portugal é o sistema de “justiça” e forçarem o seu desmatelamento ,Portugal não mudará. Lembre-se que este sistema de “justiça” é aquele que liberta sistematicamente – pq investiga mal e porcamente (propositadamente?) constituindo processos que qq estagiário manhoso consegue invalidar – todos os grandes corruptos que arruinaram o país. Todos.

  3. trill says:

    e claro, um pedófilo neste país-charco não pode ficar detido: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/engravida-enteada-que-violou-sete-anos

  4. trill says:

    e quem é o palerma que algum dia tinha sequer equacionado tenuamente que este * poderia ser condenado?

    * http://www.jn.pt/PaginaInicial/Seguranca/Interior.aspx?content_id=2280490

  5. maria celeste ramos says:

    Como morre um país – o mais velho do mundo contido nas suas eternas fronteiras – como meia dúzia de pessoas que nem são gente, matam em vez de, pelo menos, o conservar e estimar como um jardim – como um cego que cai num abismo e tudo arrasta mas que recusa que lhe expliquem onde caíu – fogo e fúria devoradoras de uma civilização de paz e coração aberto ao mundo

  6. JotaB says:

    Todos sabemos que a justiça em Portugal não funciona, que os magistrados são, muitas vezes, incompetentes e, por vezes, coniventes, mas os grandes culpados são os POLÍTICOS.
    São eles que legislam, aprovando leis para se protegerem e para se beneficiarem.
    Direccionemos a nossa revolta para os políticos e os partidos.
    E eles estão na assembleia da república e nas sedes partidárias.

    Acabemos com esta farsa a que chamam democracia.

    http://www.youtube.com/watch?v=pE_VbjcFz4c

  7. xoka pik says:

    Acabem com os funcionários públicos: apenas são necessários na polícia, militares, tribunais de instância superiores. Tudo o resto: rua. Devolvam o dinheiro da retenção do IRS mensalmente às pessoas e obriguem-nas a pagar directamente ao estado. Deixem de considerar as empresas cobradores do estado. Simplifiquem! Resposabilizem e punam rapidamente e em força caso seja necessário.

  8. tonerosca says:

    Acabem com as autarquias são as sangue sugas do país com os seus impostos “IMI”

Responder a trill Cancelar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.