A RTP deixou de adoptar o acordo ortográfico? Óptimo.

Cá temos a RTP a desperdiçar um potencial de quase duzentos milhões de falantes para a difusão da língua portuguesa no mundo, através de um país que, além do elevado número de habitantes, «tem uma literatura potentíssima, é um potentado económico e tem uma capacidade de difusão cultural magnífica».

Ainda bem.

Comments


  1. Por estas e por outras é que acho este acordo ridículo!
    É uma forma de abafar aqueles que não sabem escrever na própria língua. Uns que escrevem “contracto” quando devia ser “contrato”… outros que escrevem “vou há escola”, quando o correcto seria “vou à escola”…
    É puro engano. Vou continuar a escrever como aprendi na primária… o resto, é treta!


    • Quanto ao contracto é por analogia com o contract anglo-saxónico, que se mantém mais próximo do latim contractus. que deu tracto e tractor.
      São umas bestas e atrasados os anglo-saxónicos.


  2. Sim o resto é trata
    mas só se for em FUTEBOL que escrevem bem – já vi muitas legendas brasilesas – cada um faz como quer – mesmo foneticamente cada um até inventa noas fonias que nem reconheço o léxico – tudo com muita ordem/desordem

  3. Maria Manuela Lopes Félix Costa says:

    Se realmente isto é verdade, acho muito bem. Eu, não tenciono adoptar o mal fadado acordo (AO90) o qual, é anti-português. Quem fez o acordo, quem o apoiou, assinou e autorizou um dos vendidos/vendedores dos últimos e presentes tempos, os quais proliferam e se formam cada vez mais em Portugal. É impressionante, este anti-patriotismo marasmótico-desleixado do vale tudo agora porque amanhã pode não haver! — Canalhas.


  4. Será preciso dizer que o Relvas, que manda na RTP é maçon e que a lingua portuguesa foi dada de presente ao irmão Sarney?

Trackbacks


  1. […] de ‘selecção‘, de ‘Egipto‘ e de ‘pára‘, voltamos a verificar que o AO90 não é […]

Deixar uma resposta