Anúncios negros repletos de espaços em branco

«Há momentos de descontinuidade na percepção da realidade. Como a perda de gravidade acima de uma certa altitude ou o silêncio sepulcral quando se passa a velocidade do som. O “enorme aumento de impostos” de ontem parece um desses momentos. O momento em que se pára. O momento em que já nada se percebe. O momento em que as mil perguntas já não atravessam a barreira dos dentes. Pedem-nos tudo, explicam-nos pouco, prometem-nos nada. E nós, vamos à luta?» Pedro Santos Guerreiro

Comments


  1. SE não nos deixam descansados também não nos deixarão parados, ora essa


  2. O Pedro Santos Guerreiro padece de falta de coerência aguda, é só ler as suas crónicas de há uns meses. Demorou um ano e meio a entender que a dívida era impagável e necessita de ser reestruturada, um péssimo cartão de visita para um “jornalista económico”.

Deixar uma resposta