Relvas agride a inteligência e os jornais ajudam

Nuno Ferreira, jornalista, percorre Portugal a pé. Os Açores fazem parte de Portugal, e até ontem eram o seu percurso. Estava instalado no hotel onde Miguel Relvas e seus capangas pernoitaram. Tinha de passar à porta do quarto do ministro para entrar no seu. Em circunstâncias por apurar foi detido pelos capangas.

O resto, o que anda por jornais que nem os seus antigos colaboradores respeitam, é pura mentira: basta confrontar o que vai publicando no Facebook com  uma mirabolante teoria de perseguição que sem pejo espalham. Se insultou o licenciado, prendam o país.

Tenham vergonha, Público e Expresso. Não digo os jornais, mas quem escreveu e repete tretas que uma simples pesquisa na net permitia no mínimo questionar.

Comments

  1. maria celeste d'oliveira ramos says:

    No comments

  2. luis says:

    O “tempo da outra senhora” está de volta.


  3. Por acaso não vi o “Doutor Reitor Honoris e Prémio Nobel” Sr. Relvas a queixar-se de ter “levado pancada” no jornal da tarde. Aliás pelo que denoto nem tem sangue pisado ou qualquer rasgo nas unhas. Possivelmente o que aconteceu foi ao sentir uma presença estranha do jornalista Nuno Ferreira, o EGO do Exmo e Famoso Relvas sentiu-se estrondosamente afectado e magou-se numa qualquer vertente da psiconeurose.


  4. Caraças com estes “indivíduos” jornalistas que humilham sobre humilhado.

Trackbacks


  1. […] chegaram ao “jornalista nega tentativa de agressão“. Investigar o mais simples é para […]


  2. […] ainda ministro Miguel Relvas não o conhecia de lado nenhum. Passou a […]

Responder a maria celeste d'oliveira ramos Cancelar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.