O 2 de Março e a CGTP

O Tiago Mota Saraiva queixou-se, mui justamente, de como passou em sepulcral silêncio, na comunicação social, um facto inédito: Arménio Carlos “apelou a que nenhum trabalhador ficasse em casa no dia 2 de Março“. Eventualmente a CGTP terá nos idos de 75 “apelado de uma forma tão clara à participação de todos os trabalhadores numa manifestação em que aquela central sindical e/ou sindicatos filiados não fizessem parte da sua organização“, mas não também não me recordo que o tenha repetido.

Pois em silêncio absoluto, não fica. Agora é espalhar o vídeo, não chegamos a todos mas chegamos a muitos. E o que depois anda de boca em boca, é esse o segredo ó Relvas, a todo o povo entretanto chega.

Comments

  1. luis says:

    Será que o pessoal do PCP, desta vez, ao contrário do 15 de Setembro, está na organização da manif de 2 de Março? Será que isso levou a esta convergência? Seja como for é de salientar esta alteração da CGTP. Unamo-nos!

  2. Observador says:

    Só foi feita esta referência no discurso (e bem!). No entanto, posteriormente, esta data foi ignorada em todas as entrevistas concedidas.
    Será também bom lembrar que, só a 13/14 de Setembro, o PCP declarou estar de acordo com a manifestação de 15.09. Mas, na manif, só uma declaração de um PCP da 4ª linha.
    O PCP/IN, quando não é “vanguarda”, quer ter algum proveito na retaguarda:


    • A referência 15 dias antes é um bom progresso.
      Quanto ao resto sou capaz até de concordar, mas agora tenho um Coelho e um Relvas pela frente e não perco tempo a discutir com os companheiros de caçada.


  3. Sim eu ireo assim como fui no dia 15/9 e sou militante do PCP com muito orgulho.

Trackbacks


  1. […] do serviço público do Aventar, já se podem ouvir as palavras do Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP, a mobilizar os […]


  2. […] do serviço público do Aventar, já se podem ouvir as palavras do Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP, a mobilizar os […]

Responder a Observador Cancelar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.