O desmaiado Silva

 

cavaco desmaiado 2

O sr. que ocupa o Palácio de Belém foi comemorar o dia da sua raça para a Guarda, onde por mera coincidência o PSD destronou o PS nas últimas eleições autárquicas. Não vi, mas pelo que leio relatado desmaiou durante um discurso, os seguranças apagaram fotografias e escorraçaram jornalistas, e algumas especialistas em medicina do desmaio associaram em directo o fanico ao facto de estar a ser apupado.

Ora ser apupado faz parte do cargo que ocupa Cavaco Silva. Não estando em condições para discursar ouvindo apupos resta a Cavaco Silva resignar, e ir fazer turismo para a Turquia e a China a expensas próprias. Parece-me simples.

E já agora, não vi, mas tenho pena: perdi uma boa ocasião de começar o dia com uma gargalhada.

Comments

  1. José Peralta says:

    E também que haja alguém, que explique ao irado CEMGFA, que quem lhe paga o “pré”, é também o Povo que tem o direito à indignação, à revolta e à manifestação !

    E muito paciente e pacífico tem sido O POVO… ATÉ AGORA !


    • Ó José Peralta. O povo na sua maioria, ali na Guarda, manifestou-se a favor do Presidente. E sou eu que o digo que não votei no homem. Mas para quem gosta da república e de um chefe de estado eleito parece-me contraditório confundir um grupo com o povo, digo eu…

      • José Peralta says:

        xico

        Viu a reportagem da SIC ?

        Eu vi um primeiro plano de um numeroso e não despiciendo grupo de manifestantes contra o cavaco !

        (E o mesmo estou a ver na RTP1, no preciso momento em que escrevo.)

        O que entende por “povo na sua maioria”, a manifestar-se a favor ? (Estaria lá TODO o Povo Português ?)

        Essa “maioria”, pelo menos na emissão na SIC, ouvi-a mas vi-a num plano geral e ao longe…

        E os que eu vi a manifestar-se contra, são “menos” Povo e “menos” Portugueses ?

        E acha que o “chefe de estado eleito”, mercê da sua actuação partidária, da sua colagem a estes biltres não está a traír, repito, a traír o seu dever de equidistância e independência, e o juramento de respeitar e defender a Constituição ?

        E por isso, não merece contestação e repúdio ?

        O xico não se lembra, ou já esqueceu o discurso do cavaco em que ele incitava os jovens à indignação e a saír à rua em manifestações contra o governo sócrates ?

        Já o ouviu dizer algo semelhante contra estes degenerados ?

        Acha que esta corja de canalhas, não fez, em três anos, mais mal aos Portugueses, do que dois sócrates juntos ?

        Acha que a gentalha já “nos tirou” da bancarrota do sócrates ?

        O silva só está a colher as tempestades dos ventos que tem vindo a semear…

        É o BPN e os seus “negócios mal esclarecidos”, são as inventonas das “escutas” no palácio, é o “choradinho” vergonhoso dos 1300 euros de reforma, um insulto à miséria e desemprego a que foram conduzidos largos milhares de Portugueses, é o dizer, com inaudito descaramento, que “eu”, NÓS, temos que nascer duas vezes para ser mais sérios do que ele !!!!!

        Nenhum Presidente da República em Democracia, cometeu tanto dislate, tanto “depois de cada queda coice”, tanta verborreia professoral e inútil, que fazem com que tenha descido às catacumbas da incompetência e da venalidade, perante os Portugueses.

        Um tipo cujo título de Presidente da República, não é cargo nem função, mas tão só “alcunha”, não me merece respeito nem consideração.

        Por isso sigo o seu (dele) “conselho” : Exerço o meu direito à indignação !

        E À CIDADANIA !


        • José Peralta,
          As televisões não são o melhor instrumento para aferir do tamanho dos dois “grupos” de povo e julgo que a indignação não se mede pelo tamanho. Merecem-me tanto respeito os que protestavam como os que se indignaram contra os que protestavam. Sou sempre pelo direito à indignação, mas o que os manifestantes fizeram não foi uma indignação contra Cavaco mas a interrupção de uma cerimónia militar comemorativa de um dia que nos representa a todos. Não me pareceu o melhor momento nem muito inteligente.
          Estaria lá todo o Povo português? Sei eu e sabe você que se trata de uma pergunta retórica. Só reconheço a vontade do Povo expressa nas urnas ou a revolucionária quando as urnas não estão disponíveis. Que se indignem, mas só têm o direito de afirmar que se representam a eles mesmos e a mais ninguém.
          Quanto às afirmações que faz, são sempre a sua opinião. Somente. Porque na minha, Sócrates e Coelho são duas faces da mesma moeda. Foi Soares quem exigiu que o insulto aos políticos passasse a crime público.


          • “Que se indignem, mas só têm o direito de afirmar que se representam a eles mesmos e a mais ninguém”
            Xico, está enganado, representam-me também a mim.

          • José Peralta says:

            xico

            Você estava no local ou “aferiu o tamanho dos dois grupos”, pelas televisões, as tais que “não são o melhor instrumento para aferir o tamanho” ?

            É que foi você que falou no “povo na sua maioria”, não eu…

            Quanto à indignação dos manifestantes não ser contra o cavaco, mas a interrupção (versão CEMGFA) de uma cerimónia militar, é uma afirmação que faz, (tal como as minhas…) e é sempre a sua opinião. Sómente !

            E possívelmente, é isso que pensará de todas as manifestações, sejam a favor ou contra algo…

            Nunca manifestações, sempre interrupções, de trânsito por exemplo…

            Enfim, opiniões ! Sómente !

          • ferpin says:

            Os que entendem que o povo não se pode manifestar contra o cavaco dos 143%, no dia das medalhinhas aos amigos e da total irrelevância, queriam o quê?
            Que para não perturbar a festa pública do cavaco e amigos banqueiros fossem fazer uma manif a la brasileira para um local qualquer de Lisboa onde não estivesse marcada festa de cavaco e amigos.
            Eu há já muitos anos que não vejo nada na tv no dia 10 de Junho, pois me dá urticária os ineptos e responsáveis pela roubalheira da pátria a darem medalhas uns aos outros. Mas, acho muito bem que ainda haja gente com energia para ir para lá protestar.


  2. Hilariante… a sua perspectiva!… 🙂

  3. João Soares says:

    Finalmente as cordas do cavaquinho desafinaram.!!
    A Servilusa também lhe deseja rápidas melhoras !!!

Trackbacks


  1. […] 45º artigo da “infame” Constituição da República Portuguesa. Eu sou da opinião do João José Cardoso, até porque Portugal não é uma monarquia: não está em condições para exercer funções, vá […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.