Entrada de dicionário: crato


(Qualquer semelhança com a realidade não será mera coincidência)

Crato, adj., hipócrita, cobarde, calculista, político (pej.).

Este adjectivo teve origem no nome de Nuno Crato, Ministro da Educação entre 2011 e 2015. A razão que levou a que o apelido do antigo ministro se transformasse num termo de ressonâncias insultuosas prende-se, em primeiro lugar, com o facto de, antes de ocupar o cargo, ter emitido algumas opiniões sensatas acerca de Educação, tendo, até, granjeado alguma popularidade como autor de livros e comentador televisivo. A sua nomeação trouxe, então, alguma esperança a uma classe docente massacrada por seis anos de políticas educativas desastrosas.

Depois de tomar posse, Crato começou a colocar em prática uma série de medidas que tinha chegado a criticar quando era comentador televisivo, como foi, por exemplo, o caso da criação de mega-agrupamentos. Entretanto, a sua prática governativa caracterizou-se por ir sempre ao arrepio das declarações públicas, anunciando, por exemplo, uma defesa do rigor, da exigência e da autonomia, quando, na realidade, todas as suas decisões contribuíam para o caos do sistema educativo, ao mesmo tempo que retirava poderes de decisão aos profissionais da educação, tendo, ainda, como verdadeiro objectivo o despedimento do maior número possível de professores.

Torna-se fácil perceber por que razão o nome do antigo ministro passou a designar uma série de defeitos do âmbito do fingimento e da hipocrisia. Falta explicar de que modo, a mesma palavra passou também a ser sinónimo de ‘cobarde’.

Foi durante o seu mandato que se procurou pôr em prática uma Prova de Avaliação de Conhecimentos, Capacidades e Competências para acesso dos professores contratados à profissão docente, instrumento considerado absurdo na época, embora tivesse sido defendido por pessoas pouco informadas, já que era prática habitual os meios de comunicação social serem pouco criteriosos na escolha dos seus colaboradores.

A prova a que os professores contratados iriam ser sujeitos foi alvo de variadíssimas contestações assentes em argumentos aduzidos por professores e especialistas em Educação. Em Julho de 2014, a fim de impedir a contestação, e aproveitando o facto de não haver aulas e de alguns professores estarem de férias, Nuno Crato procurou marcar com apenas três dias de antecedência a referida prova, decisão que, graças ao seu grau de quase clandestinidade, levou alguns a qualificar o ministro como sendo um “cobarde”. Outros lembraram, ainda, que uma prova com a importância que lhe era atribuída pelo titular da pasta da Educação teria de ter sido anunciada com tempo suficiente para que os professores pudessem preparar-se.

É por estas razões que expressões como “És um crato!” ou “Cala-te, grandessíssimo crato!” são, hoje em dia, insultuosas, tendo já dado a origem a processos por agressão verbal. No fundo, trata-se de um fenómeno semelhante ao que ocorrera, por exemplo, com Judas.

Novo Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa, Edições Aventar, 2114

Comments

  1. antonio says:

    É pena o ensino estar entregue a garotos. Os pais que acordem e exijam respeito para com os seus filhos. Talvez melhorasse se tivessem a liberdade de escolher a escola em condições de igualdade economica entre todas (publicas ou privadas)

    • António Fernando Nabais says:

      Nuno Crato não é um garoto: é um político com grande maturidade, infelizmente.

  2. fantasiaseperplexidades says:

    Coberto de razão, Fernando Nabais!

Trackbacks

  1. […] Nuno, esse crato, continua a destruir a Escola Pública (uma outra expressão que deixa os olhos de Vítor Cunha […]

  2. […] de pausa. Ou antes, de exame. Digamos que, numa jogada à Pinto da Costa, Crato resolveu levar os Profs contratados à oral, coisa que aqui no cabelo daria para uma primeira página de jornal. Acontece que isso é algo sem […]

  3. […] estou muito contente por ver Cavaco com cara de quem teve uma paragem de digestão, estou satisfeitíssimo por ver Nuno Crato apeado e não estou contente por ver regressar ao governo gente sinistra como Santos Silva, membro […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s