O caso TAP

Paulo Pereira

11391746_842740045809829_4681629167847910170_n

A venda do grupo TAP ao consórcio de David Neeleman e do grupo Barraqueiro. O encaixe para o Estado será de 10 milhões por 61% da companhia. Contrato obriga próximo governo a vender o resto do capital da TAP.

O que está incluido neste roubo:

Lucros apresentados pela TAP:

– Entre 2009 a 2013 a TAP apresentou lucros no valor de 183 milhões de euros.

– Em 2009, a TAP SA registou um lucro de 60 milhões de euros, em 2010 de 62 milhões de euros, em 2011 de três milhões de euros, em 2012 de 24 milhões de euros e em 2013 de 34 milhões.

Volume de Negócios

2.671,5 milhões de euros (segundo Jornal Negocios 13 Novembro 2014) No final de 2013 O volume de negócios do Grupo registou um incremento de 2% (mais EUR 50,8 milhões que em 2012);

2,8 mil milhões de euros de volume de negócios (segundo o Jornal I) em 2014.

Frota da TAP:

– 4 aviões Airbus A340-300 – 14 aviões Airbus A330-200 – 3 aviões Airbus A321-200 – 19 aviões Airbus A320-200 – 21 aviões Airbus A319-100

Só 1 Airbus A340-300 custa perto de 200 milhões de euros

Novos donos da TAP só garantem sede em Portugal e rotas estratégicas por dez anos

Apresentação do Movimento «Não TAP os Olhos» – Bruno Fialho:

Apresentação do Movimento «Não TAP os Olhos» – General Loureiro dos Santos:

Comments

  1. Rui Silva says:

    O passivo da TAP no inicio do segundo semestre do ano passado , ainda sem as ultimas 2 greves era de :

    972 milhões de euros.

    Paulo Pereira e Loureiro dos Santos para a gestão da TAP já.

    Cumps

    Rui Silva

    • Fernando Antunes says:

      Fala do passivo, e esquece os activos, que estão a ser entregues de mão beijada. 972 milhões de passivo nem é tanto. Quem compra vai fazer rios de dinheiro. Uma forma séria e muito coelhista de pôr a questão. Rui Silva para um tacho na TAP privatizada, já.

      Cumps

      • Rui Silva says:

        A diferença entre o passivo e o ativo da TAP dá como resposta: Empresa Falida. A não ser que as regras da gestão não se apliquem á TAP.
        Para recuperar a empresa tem que entrar dinheiro. Se a empresa for privatizado a entrada de capital é por conta e risco dos acionistas.
        Se a empresa não for privatizada o dinheiro terá de vir do bolso do contribuinte.
        Se a empresa continuar a ser mal gerida e tiver sido privatizada tanto pior para os capitalistas que lá meteram o dinheiro. Se a empresa não tiver sido privatizada , mais uma vez o contribuinte será chamado a pagar. E depois vamos todos para a rua protestar que não há dinheiro para a saúde…

        cumps

        Rui SIlva

        • Nascimento says:

          A sério’? vais tu, meu ruizinho? prá rua ? protestar?’ ui, mas que revolucionário tá o moçoilo….cuidado, não apanhes um resfriamento…

          • Rui Silva says:

            Vai o lobby dos indignados pois … ora de manha, para que o governo meta o nosso dinheiro na TAP e á tarde para que o governo arranje dinheiro para a saúde, e á noite contra o aumento dos impostos.

            cump

            Rui Silva

    • ZE LOPES says:

      Na semana passada o conhecido manda bocas semiliberal José Miguel Tavares disse no “Governo Sombra” que o plano de antónio Costa para a TAP era inviável porque “quem é que queria 49% de uma empresa falida?”. Pois. Para 49% não, mas para 60 e tantos de uma “empresa falida”, já se atropelam! Porque será?

    • Nightwish says:

      E alguém quer comprar uma empresa que dá prejuízo? Ganhe juízo.

      • Rui Silva says:

        Caro NightWish,
        Naõ se trata de uma questão de juízo, mas sim perceber como o mundo real funciona.
        O que o investidor comprou não foi a TAP, pois a companhia neste momento vale cerca de -3000 milhões de euros(negativos chamo a sua especial atenção).
        Com esse valor eles podiam fazer uma empresa de raiz.
        O que eles compraram foi o “direito de operar” no lugar que está cativo pela TAP. Não tenha dúvida o valor que deram é muito bom.

        cumps


  2. Deve haver alem da informação fornecida mais que o autor não acha relevante informar os leitores – o que me deixa logo desgostoso e desconfiado de pouca transparencia. Então e o passivo; então e capital necessario para capitalizar ? então e os gestores competentes que ate a tres anos atras nunca se chegaram a frente e agora aparecem cheios de soluções milagrosas?

  3. Dezperado says:

    A informação que mete no post esta correta. Só não percebo como se esqueceu das outras permissas quando se avalia uma empresa.
    Esqueceu-se de referir o passivo bancário, esqueceu-se de dizer qual o valor dos capitais proprios, esqueceu-se de mencionar os milhoes que a Parpublica ja meteu na TAP, esqueceu-se de referir como se faz a injeção de 200/300 milhoes de euros.

    E esta é que é a questao principal, toda a gente diz meias verdades, o governo fala só dos indicadores negativos, para anunicar a venda, a oposição fala só dos indicadores positivos para estar contra a privatização.

    http://www.tapportugal.com/Info/pt/sobre-tap/grupo-tap/relatorios-anuais

    Acho que o mais pratico, e para quem esta dentro desta aerea, olhar para o R&C e tirar as conclusões.

    • j. manuel cordeiro says:

      Naturalmente que quando um dos lados, o governo, apenas realça uma perspectiva, em vez de ser equilibrado e honesto, que o outro lado se foca no outro extremo para equilibrar.

    • j. manuel cordeiro says:

      Aliás, onde está o relatório de avaliação da empresa? Sem ele não sabemos se está a ser vendida cara ou batata.

      • Dezperado says:

        J. Manuel Cordeiro

        Mesmo sem o relatorio de avaliação da empresa, que deveria ser publico, (apesar que levaria a outra conversa sobre se a empresa que avaliou era séria ou estaria de conluio com o governo), olhando para o R&C tira-se algumas conclusões.

        Uma empresa com os capitais negativos de 500 milhoes, ou seja, se amanha fechasse ainda tinha que pagar 500M, tem de ter injeção de capital urgente.

        O governo dediciu que nao tem dinheiro e privatiza para serem os privados a injetar o dinheiro.

        A oposição diz que nao quer a privatização, esta no seu direito, mas ainda nao explicou donde virão esses milhoes. Do orçamento? dos nossos impostos? de cortes em algumas aereas?

        Era bom sabermos as opções em cima da mesa

  4. José Seabra says:

    2.000 milhões de euros de dívida diz-lhe alguma coisa?
    Dívida essa que é comprada pelos novos donos, por isso o estado recebe só 10 milhões em notas.
    Vou dizer devagarinho: Preço da venda entre 2.250 milhões + 10 e 2.500 milhões + 10.
    Haja pachorra para tanta desonestidade.

    • j. manuel cordeiro says:

      Vem para aqui atirar pedras com contas de merceeiro. Quanto valem os activos? Que eu saiba, descontam no passivo. Por isso, vá devagarinho dar banho ao cão.

      • José Seabra says:

        Não te faças de burro. O título do post é: Governo vende TAP por 10 milhões de Euros.
        É mentira descarada para enganar palonços. Este governo não vale um chavo, mas com espertalhões como tu a fazer oposição arrisca-se a ficar lá mais uns anitos.

        • j. manuel cordeiro says:

          Para quem não conhece os detalhes da venda, como eu, 10 milhões é um número tão bom como qualquer outro. Tal como o é dizer que foi vendida por 2 mil milhões e tal de euros, o que é mentira descarada pois não considera o valor dos activos. Por isso, não se faça de burro v.exa.

  5. joão lopes says:

    sem duvida,que hoje é o dia dos…unicornios.venderam a TAP por um euro,e como diria qualquer unicornio que se preze,o futuro a jesus,digo,a deus pertence.claro que os unicornios se esqueceram dos 600 milhoes de euros investidos no brasil…uma brincadeira ou um conto de criaças,como diria o PM com alzheimer…

    • Nascimento says:

      Nem mais.
      Ora bora lá ver uma coisinha; quem é o grupo barraqueiro?Testa de ferro do javardo dos sumos?trama do facho Monteiro ( o tal gestor que fez um ganda negócio com as swaps, que custaram só 152 milôes de euros?)….pequena coisinha, não é ? Ou já estavas esquecido ó Ruizinho ( meu lindo)….
      O que eu fico descansado por esta TAP ” pertencer” ao G. Barraqueiro, ui, ui… atão vejamos:
      “O seguinte da lista de Parcerias Público-Privadas que detectamos, encontramos a famosa concessão para a exploração do serviço de transporte suburbano de passageiros no Eixo Ferroviário Norte-Sul, que é como quem diz, é a famosa linha ferroviária da Ponte 25 de Abril que é explorada, como todos nós sabemos, pela empresa Fertagus. Mas o que o comum leitor desconhece é quem são os accionistas da Fertagus… Mas a resposta é Grupo Barraqueiro”….
      Mas há mais : “Mas a teia do Grupo Barraqueiro não fica só por aqui…

      A mesma Rodoviária de Lisboa é detida pela empresa Barraqueiro Transportes que é proprietário de várias sociedades conhecidas por vários utilizadores de serviço de passageiros do país. Tais como a Rodoviária Tejo, Rodoviária do Alentejo, a EVA Transportes, a RENEX, a Isidoro Duarte, a Rede Nacional de Expressos, a Frota Azul e também a segunda Parceria Público-Privada que detectamos, o Metro Transportes do Sul, S.A. (que é detida em 34% das acções) que faz a exploração da concessão do Metropolitano Ligeiro de Superfície da Margem Sul do Tejo.

      Com esta teia, só da concessão da Fertagus, têm um encargo para o Estado de Mil, Duzentos e Quarenta e Cinco Milhões e Seiscentos Mil Euros (1 245 600 000,00 Euros) para exploração durante 20 anos e que foi celebrado o contracto no Governo de António Guterres, portanto desde 1999 até 2019. Este mesmo montante, vai directamente para o Grupo Barraqueiro sem que seja distribuído pelos seus outros accionistas que possam estar envolvidos. E da concessão do Metro Sul do Tejo, recebe Noventa e Um Milhões, Trezentos e Cinquenta e Oito Mil Euros (91 358 000,00 Euros) dos Duzentos, Sessenta e Oito Milhões e Setecentos Mil Euros (268 700 000,00 Euros) que são distribuídos pelos restantes accionistas (a Siemens Portuguesa e Alemã, Ascendi Group [Mota-Engil e Grupo Espírito Santo], Ensulmeci, Teixeira Duarte e Sopol) que mais à frente desenvolverei mais sobre os restantes accionistas da Sociedade Metro Transporte do Sul, S.A.

      Isto saca-se do blogue:MC Coment ….
      OraT:só no caso do MST; em Almada, esta merda du tinóni, dá um LUCRO DU CARAÇES….. EHEHEHEH
      É caso para um gajo FICAR DESCANSADINHO, NÉ?Agora é que vai ser ó tugas… um americano e um portuga ” empresário”!!
      bêem ai paletes de abiôes carago. Não? Olha ,então perguntem ao Ruizinho ou ao xuxialista que anda por estas paragens… eles sabem dos lucros que esta venda comporta. São uns “queridinhos”…

      • Rui Silva says:

        Caro Nascimento,

        A TAP foi vendida. Não foi feita mais uma PPP!
        Livraram-nos de um problema, não criaram um maior. Você como contribuinte devia ficar satisfeito. Você já trabalha meio ano ( leu bem meu caro) , meio ano , para pagar todos estes desmandos dos nossos gestores públicos, mas você ainda acha pouco.
        Pelo menos a partir daqui, a taxa de imposto devia ser facultativa, para que você não se sinta diminuído na sua liberdade de contribuir para “tudo-e-mais-qualquer-coisa” essencial á sobrevivência da humanidade.
        Deixe-me só acrescentar mais uma coisa:
        O que o investidor comprou não foi a TAP, pois a companhia neste momento vale cerca de -3000 milhões de euros. Com esse valor eles podiam fazer uma empresa de raiz.
        O que eles compraram foi o “direito de operar” no lugar que está cativo pela TAP. Não tenha dúvida o valor que deram é muito bom.
        Eu se fosse político, ou pertencesse ao lobby, teria ficado triste, Pois estava a pensar meter lá o meu sobrinho. Bom rapaz, mas sabe, pró trabalho não está lá muito inclinado. E lá na TAP o salário é bom e as obrigações não são lá muitas podia ser que se safasse.

        cumps

        Rui Silva

        • Nightwish says:

          O Rui prefere pagar impostos para dar rendas e salvar bancos estrangeiros. Escolhas…

          • Rui Silva says:

            Caro Nightwish,

            No seu mundo maniqueísta quem não gosta do Benfica é do Porto !
            Não, não gosto de pagar impostos. Defendo que o estado não devia sequer tomar decisões na área económica, quanto mais nacionalizar bancos e fazer PPP’s.

            cumps

            Rui SIlva

          • Nightwish says:

            Pois, os privados que façam o que lhes apetece e quem for pobre que se foda. A gente sabe o que se anda a fazer.

        • Nascimento says:

          E á barraca? ops ,perdão, ao Barraqueiro dizes niente… tudo limpinho, limpinho,limpinho.eheheheh

          • Rui Silva says:

            Caro Nascimento,
            Em relação ao Barraqueiro, é mais do mesmo.
            O poder faz uma lei absurda e os governados arranjam uma solução.
            Viva o intervencionismo do estado, em coisas que não devia sequer pensar mexer.

            cumps

            Rui SIlva


  6. Há pessoas felizes em ser ignorantes. É tudo o que tenho a dizer em relação a este post.

    • Nascimento says:

      Por acaso há e desculpa-se como dizia o Saramago. Depois há os estupidos e quanto a esses nada a fazer… e pior quando se escondem como cobardes javardos, atrás de siglas…

  7. Hélder P. says:

    Não foi uma venda, foi uma doação. Passa pela cabeça de alguém que uma empresa da dimensão da TAP, tenha menor valor comercial que o Jorge Jesus?

    Passa pela cabeça das mentes brilhantes, que também venderam o BPN por tuta e meia, depois de milhares de milhões dos contribuintes lá terem sido despejados para limpar aquela m****. E com um crédito especial de 300 milhões sem juros, se bem me lembro. Como os detalhes desta operação estão envoltos no maior secretismo, quiçá também hajam algumas surpresas do género aqui.

    Daqui a dez anos, as principais linhas aéreas internacionais deixam a Portela e vão para Barajas,

    • Rui Silva says:

      Boa malha caro Hélder,
      você tocou na ferida, o valor da tap e do jj é exatamente o que os compradores deram por eles.
      Ou você acha que os preços devem ser decretados. Os mauzões dos capitalistas andam distraídos, deixaram escapar uma grande oportunidade de comprarem a tap por baixo preço. Realmente você não vive no mundo real.

      cumps

      Rui Silva

      • Hélder P. says:

        O Rui também deve ter um valor elevadíssimo para o governo, no gabinete ministerial de onde nos escreve. É isso viver no mundo real?

        Se o preço é francamente baixo, a venda não se realiza. Chama-se a isto zelar pelo nosso património. Eu também tenho uma maquina de café usada (está em mint condition, acontece que tenho outra oferecida) para vender no OLX. Se me propuserem 1 euro, o Rui acha que a devo vender?

        • Rui Silva says:

          Caro Hélder,

          Essa da máquina de café é simples. Veja , o valor dessa máquina é o valor pelo qual você conseguir vender. Se a máquina tiver, digamos, um valor sentimental ( que só vale para si) e exigir ao comprador um valor acima do que ela vale, você não consegue vender. Mas isso não quer dizer que o potencial comprador fica sem máquina . O que vai acontecer é que o seu potencial comprador compra a outra pessoa a mesma máquina. Quero dizer com isto ( se não fui muito confuso) que o preço de um bem não é o preço que uma das partes imagina que o bem tem, mas sim o que ambas as partes ( comprador/ vendedor) concordam que tem.
          Peço-lhe que reveja dois conceitos muito uteis para perceber estas coisas:
          1- Custo de Oportunidade
          2- Não há almoços grátis

          cumps

          Rui Silva


  8. Se querem debater informados sobre a verdadeira situação do universo TAP e não apenas da companhia aérea, sigam o link. Dá trabalho, mas evitam algumas asneiras…
    http://new.flytap.com/prjdir/flytap/mediaRep/editors/Contentimages/PDFs/Institucional/Relatorios/2014/2014/Relatorio_e_contas_Consolidado_2014.pdf


    • Pelos vistos aqui os trolls não gostam de si ou das informações porque já desaprovaram o seu comentario; esperemos que tenham lido e não seja porque condenam o ter dado a informação.

      • Rui Silva says:

        Pelo tipo de comentários, são comentadores que não gostam muito de ler. E sobretudo leituras que sejam racionais. por isso penso que desaprovam exatamente pelo facto de A. Almeida ter dado a informação, como sugere.

        cumps

        Rui Silva

Responder a José Seabra Cancelar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.