Um exercício em História comparativa

Pessoas no Panteão em França:

– Voltaire
– Rousseau (cidadão de Geneva a ser enterrado no Panteão francês mas está bem).
– Jean Lannes
– Victor Hugo
– Zola
– Jean Monet
– Condorcet
– Abbé Grégoire
– Louis Braille
– Pierre Curie
– Marie Curie
– Alexandre Dumas

Pessoas em Westminster Abbey:
– Isaac Newton
– William Wilberforce
– Clement Attlee
– Beatrice Webb
– Charles Darwin
– John Herschel
– Angela Burdett-Coutts
– Samuel Jonhson
– Charles Dickens
– Geoffrey Chaucer

Pessoas no Panteão em Portugal:
– Óscar Carmona
– Sidónio Pais
– Humberto Delgado
– Guerra Junqueiro
– Almeida Garrett
– Sophia de Mello Breyner Andresen
– Manuel de Arriaga
– Teófilo de Braga
– João de Deus
– Aquilino Ribeiro
– Amália
– E agora Eusébio.

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Dá para dizer Pobre País.
    Uma situação que se anota: parece que apenas a República deu filhos ilustres a Portugal. Todas as personalidades do tempo da Monarquia foram lixiviadas à boa maneira Republicana, bem presente na toponímia, também. Portugal, um País com 105 anos (quase). Os 800 anos anteriores foram transformados em pó repousando hoje nuns quaisquer campos de futebol… Pobre País que tem vergonha da sua história, o que só demonstra a sua incultura. E por isso estes passarões vão-nos governando… com os votos de quem neles vota.


  2. “O” Panteão é na verdade UM dos muitos panteões que temos em Portugal. Da Sé de Braga onde está o Conde D. Henrique, ao Mosteiro de Santa Cruz em Coimbra onde estão Afonso Henriques e D. Sancho I, do Mosteiro de Alcobaça onde estão Afonso II, Afonso III e D. Pedro I, ao Mosteiro da Batalha onde está a Ínclita Geração, o que não falta em Portugal são panteões com muito mais importância do que esse panteão de que se fala.


    • A lei prevê que as “honras do Panteão” se destinam “a homenagear e a perpetuar a memória dos cidadãos portugueses que se distinguiram por serviços prestados ao país, no exercício de altos cargos públicos, altos serviços militares, na expansão da cultura portuguesa, na criação literária, científica e artística ou na defesa dos valores da civilização, em prol da dignificação da pessoa humana e da causa da liberdade”.


    • Ora meu caro, não salta à vista que faz todo o sentido? No país dos 3 F, faltará apenas transladarem a irmã Lúcia. Quem sabe em 2017 ainda alguém se lembrará…

  3. joão lopes says:

    quem esta mal é a …frança e a inglaterra.para já o panteão francês devia ter o celine,o serge gainsgourg…e o zidane(por ser argelino,de qualquer forma não desejo a morte ao homem) e o inglês devia ter o bobby charlton,o robson,o john lennon e o jack o estripador …que tanto dinheiro dà a ganhar pelo lado do turismo.no panteão portugues sem duvida que devia estar o zé do telhado,o bocage…e os cinco violinos(a tocar chopin)

  4. Carvalho says:

    Honras de Panteão para Cavaco, Passos, Portas, Guterres, Soares, Costa, Cunhal, Sampaio, Sr Sousa, Relvas, Espírito Santo, Sócrates acima de todos.
    Mas com retroactivos: gostava taaaaaanto de os lá ter visto todos nos últimos 20 anos.
    Que belo país ficaria, cá fora do Panteão.

  5. Pedro Almeida says:

    Infante D. Henrique, da Gama, Camões, Herculano e Pessoa estão nos Jerónimos, mas está bem.


  6. Só lá estão a mais os políticos. Comparando com o francês, faltam cientistas, o que é pena. Com o Inglês não vale porque senão teríamos de ir buscar os outros panteões.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.