Quem é Vítor Gonçalves, jornalista escolhido para entrevistar os líderes partidários nas legislativas 2015?

a agenda de cavaco silva

Vítor Gonçalves, ou aliás Vítor Gonçalves Loureiro, com já assinou noutras ocasiões, foi o jornalista escolhido para conduzir na RTP Informação as entrevistas aos líderes partidários concorrentes às eleições legislativas de 2015. António Costa, quando por ele foi entrevistado, disse-lhe “Está aqui como porta-voz do dr. Pedro Passos Coelho”, o que gerou uma onda de contestação entre a malta da direita e em certa comunicação social. Desta última destaca-se a revista Sábado com uma peça titulada  “Costa tenta intimidar jornalista que o entrevistou na RTP / Ao melhor estilo socrático, o secretário-geral do PS por cinco vezes acusou Vítor Gonçalves de estar a usar os argumentos do PSD”. É de registar, ainda, a crónica de Paulo Baldaia no DN, onde começa logo por afirmar que “Não há treino que mude a natureza das pessoas” e a peça do SOL que afirma “Costa irrita-se com jornalista da RTP”. E, claro, o inevitável Observador, como esperado, pelas teclas de Rita Dinis, fez sair o seu artigozinho na mesma linha.

O tom foi este. Sócrates perseguiu e intimidou jornalistas e Costa é igual a Sócrates. Sendo igual, repetirá os mesmos erros de Sócrates – é este o argumento da coligação de direita e é esta a mensagem subliminar que estes articulistas procuram passar.


NOTA: Afirmava-se neste post que Vítor Gonçalves Loureiro seria sobrinho de Dias Loureiro. A informação, vinda de fonte não confirmada, foi desmentida pelo próprio. Pela incorrecção, as minhas desculpas ao visado.

Vítor Gonçalves, que na semana passada entrevistou António Costa, tem sido referido em alguns blogues como sendo familiar de Dias Loureiro, o que é depois redifundido através das redes sociais. Essa informação é falsa, segundo explicou ao PÚBLICO o próprio jornalista, que desmente qualquer relação com aquele político. [P]


Tem Costa razão na sua reclamação? O melhor será ouvir a entrevista e fazer o seu juízo de valor. Mas há aspectos a considerar. Vítor Gonçalves Loureiro é também o autor de uma biografia que “reconstitui os últimos cinco anos do percurso do antigo primeiro-ministro” Cavaco Silva e na qual este “responde a todas as dúvidas que ficaram em aberto e lança um olhar sobre o passado e o futuro do país”. E quais são estas dúvidas? “Os governos de Guterres, Durão Barroso e Santana Lopes” e “A maioria absoluta de José Sócrates”, entre outras. Eis um perigoso agente da esquerda, seguramente.

Vítor Gonçalves Loureiro justificou-se dizendo “Estar a fazer questões não tem a ver com outros partidos. Estou-lhe a fazer perguntas e é esse o meu único objetivo na conversa consigo”. O facto de ser um entrevistador que repete os argumentos da coligação de direita sob a forma de questão é mera coincidência. Tal como são coincidências ter sido este o jornalista escolhido para estas entrevistas e haver hoje um Prós e Contras assente num spin lançado por Paulo Rangel na Universidade (cof, cof) de Verão do PSD.

Aos curiosos: nem sequer penso voltar no PS, mas este complô da direita, estando ao nível da manipulação mediática dos tempos socráticos, merece ser desmascarado. Nesta governação tem havido, porém, uma diferença notável: a ausência de uma Manuel Moura Guedes do Jornal da Noite da TVI a trazer a nu os podres da governação.

Comments

  1. amiguel says:

    Victor Gonçalves Loureiro, sobrinho de Dias Loureiro, o mestre do BPN, a quem os bolsos dos portugueses responderam prontamente para que ele até hoje não fosse preso, dada a sua categoria de melhor empresário português (di-lo PPCoelho!) instalado no lugar por compadrio político, não acredito. Em Portugal isso não é possível!!

    • Carmo Loureiro says:

      Vítor Gonçalves é sobrinho de Dias Loureiro? De onde vem essa invenção? Se vamos dar crédito a esta afirmação somos totalmente enganados. Há que repor a verdade. Por favor não façam invenções a este nível familiar. Demonstra demasiada ignorância! É pena!

      • Ferpin says:

        Mas afinal você sabe que não é, ou desconfia apenas que é invenção?
        Se sabe divulgue os factos, se desconfia apenas assuma-o.

        • Carmo Loureiro says:

          Sei com firme certeza Não é primo, nem sobrinho, nem neto nem protegido, como também já li. Será que sou eu que tenho que divulgar ou serão os senhores que escrevem que se devem informar?
          Mas pergunto ” Quem proferiu esta afirmação onde foi procurar a informação?
          Como podemos dar crédito ao que se lê? Quem escreve tem que saber que aquilo que diz é verdadeiro. Ou não será necessário? Eu assumo o que digo!

      • rumalete says:

        Pelos vistos és da familia,Olha eu também sou loureiro, mas nao vos sou nada,o devias ler tudo e depois falares, porque olha ,chapéus há muitos,Tu és como um chapéu, velho em que todos se assentarão, em cima e largaram umas peidócas, húmidas.

        • Carmo Loureiro says:

          Por acaso conhece-me? Como insinua que sou da família?.Sabe que o “meu chapéu velho” protege-me contra os insultos.

      • j. manuel cordeiro says:

        «Vítor Gonçalves é sobrinho de Dias Loureiro? De onde vem essa invenção? Se vamos dar crédito a esta afirmação somos totalmente enganados. Há que repor a verdade. Por favor não façam invenções a este nível familiar. Demonstra demasiada ignorância! É pena!»
        Tem razão. Post actualizado.

        • Carmo Loureiro says:

          Agora atualiza o Post senhor J. manuel cordeiro? Não deveria informar-se primeiro? Eu fui insultada por ramelete por escrever a verdade. Esta pessoa não consegue enviar um pedido de desculpa? Se é certo que o “meu chapéu velho me protege dos insultos” , quem usa os “chapéus novos” devia estar protegido contra a falta de educação.

  2. Rui Moringa says:

    A isenção dos mé(r)dias!!!!
    Estão ao serviço de quem capturou o aparelho de estado, nomeadamente o repressivo.
    Este tipo de manipulação/controlo está ao nível da repressão de antigamente ou das ditaduras, esta disfarçada de democracia.
    Estamos mal muito mal.

  3. Alberto Mendes says:

    O dr. Costa não se controlou na a entrevista e logo aparecem para atacar o entrevistador.
    A politica não é futebol. O que devemos exigir é o mesmo tipo de perguntas para todos os candidatos.
    Perguntas que os obriguem a sair da zona de conforto criada pelos assessores de comunicação.

    Se o Costa não tem resposta pronta para o guião da PaF a responsabilidade é dele, não do jornalista.
    Só mostra a sua incompetência.

    Alberto

    • Ferpin says:

      É para ser cômico ou já perdeu a noção do que é democracia?

      Se o dito jornalista fizer as perguntas ao passos do mesmo nível de incomodidade, puxando os temas Miguel Macedo, relvas , tecnoforma, etc, e questionando a mentira dos números que o passos apresenta como sucesso e a questão do passos não falar do que aí prepara… Aí, eu aceito a justeza do que fez ao Costa.

      Aguardemos, embora pelo perfil do jornalista não espere isso.


    • Por isso a entrevista de ontem ao “irrevogável” Portas foi a de o deixar falar sobre tudo o que quis. Onde esteve o tal nível de incomodidade a que se refere? Aliás, se não houvesse entrevistador não se notava a diferença, tanta rédea solta o jornalista deu ao Portas…


  4. Convenhamos que responder ao “guião” torna-se difícil. Os PUFS (assim mesmo) como não têm programa político para a próxima legislatura, querem enganar os eleitores com o “guião”…
    O termo muito utilizado em artes cénicas, é uma especialidade do Passolas e da Catherine Denauve.

    • Alberto Mendes says:

      Caro Adelino,

      Como afirmo acima, o meu entendimento é que o dr. Costa deveria estar mais que preparado para desmontar as perguntas do jornalista. Mesmo com um guião se ele não é capaz não tem perfil para primeiro ministro. Destratar o jornalista como ele fez ao invés de usar argumentos do seu programa ou explicar como faria diferente apenas o diminui ao olhos de quem não está alinhado clubisticamente.

      Saudações cordiais,

      Alberto

      P.S: Chamar “monhé” ao dr. Costa é equivalente a chamar Catherine Denauve ao dr. Portas ou os insultos são exclusivo da esquerda esclarecida?

      • Ferpin says:

        Volta ao mesmo.
        Os dois corredores devem enfrentar provas de apuramento para a final justas.

        Se você for o oitavo corredor do mundo, se correrem séries para apurar os finalistas, na sua série põem os 7 melhores do mundo para apurar quatro. Nas outras séries põem os nabos todos. Você fica afastado da final, onde estarão um monte de gajos bem piores que você.
        Quando você se queixar da distribuição dos corredores pelas diversas séries, será que aparece um palhaço qualquer a minimizar essa fraude, dizendo que se você não estava preparado para enfrentar os que lHe calharam então não deve ir à final?

        Será que você não tem um mínimo de novo do que é a justiça e a democracia eleitoral?


  5. Errata: Catherine Deneuve


  6. Quando não se gosta da mensagem, mata-se o mensageiro?
    É que vi o Pros eContras e era escusado a mentira de que era sobre a afirmação de Rangel. Alias um programa premiadp internacionalmente, desclassifica quem lhe atribue adjectivos imerecidos.

  7. S.A. says:

    Os subsistemas de poder no seu auge pós-25 de Abril.

  8. Tiago M. says:

    “Nesta governação tem havido, porém, uma diferença notável: a ausência de uma Manuel Moura Guedes do Jornal da Noite da TVI a trazer a nu os podres da governação.” — porque alguém a afastou durante a governação anterior…


  9. Julgo interessante estas ilações visivelmente toldadas por uma cegueira ideológica. O PS é bem conhecido pela famosa frase de Jorge Coelho “(…) quem se mete com o PS, Leva.” e Costa ao melhor estilo socialista decidiu distribuir porrada. Tudo porque lhe fizeram uma pergunta que considerou incómoda. Acho estranho alguns pseudo-comentadores não terem a mesma reacção quando são feitas perguntas incómodas a outros políticos. Uma vez mais o PS na figura de António Costa se arma em “calimero”. Recordo Nietzsche, que lembrava que as convicções são piores inimigos da verdade do que as mentiras.

    • tony silva says:

      Julgo que o País precisa é de gente séria, honesta, competente,…e isso,está demonstrado à exaustão ,que não há no PSD, PS, CDS, ou se há porque não preenchem os lugares?!!

  10. João says:

    Parece que já foi desmentido. O que é uma pena porque o nivel da campanha está bastante ridículo, tipo alguem de um partido que tem como líder alguém cujo o irmão é director do maior semanário de Portugal vir queixar-se de relações familiares de jornalistas. Presumo que achem normal que este tipo de relações provoque favorecimentos mas isso diz mais sobre vocês do que sobre eles.
    Eu ainda sou do tempo em que um bom jornalista era o que colocava questões difíceis que tentava saber a verdade mas já devo estar velho.
    Já agora e para não destoar do nivel desta publicação penso que o Valentim Loureiro também é da familia do Dias Loureiro e também desconfio de um colega meu de escola que se chamava João Loureiro.

  11. Senhor Vitor says:

    Falso. Vítor Gonçalves **não é** sobrinho de Dias Loureiro, ou tem qualquer parentesco. E mesmo que tivesse, isso não faria dele bom ou mau jornalista.

  12. Senhor Vitor says:
  13. Andre Silva says:

  14. Este governo não mandou comprar a TVI, nem silenciar jornalistas. António Costa já mandou msg para o nª dois do expresso fazendo pressão. Aprendeu com o pseudo Eng., é claro.

  15. j. manuel cordeiro says:

    Post actualizado face à incorreção que continha quanto ao grau de parentesco com Dias Loureiro.

  16. m.a. moita says:

    O (a)Sr. (Sr.ª) J.M.Cordeiro acordou um dia e achou que era familiar de todos os Cordeiros e seguindo esse mesmo raciocínio o jornalista Vítor Gonçalves teria de ser sobrinho de Dias Loureiro e quiçá, lembro eu, neto de Vasco Gonçalves! Baralhado? É que já agora, vale tudo! Mas, dita o bom senso que não se devem proferir afirmações, pelo menos num estado de direito, sem que previamente se encontrem evidências que suportem essas mesmas afirmações e lhes confiram algum tipo de credibilidade. Não as tem, pois não? E pode procurar que não as irá encontrar. Quando não tiver conteúdo para alimentar a narrativa do dia, escreva sobre o clima, sobre a natureza, qualquer coisa que lhe dê sempre garantias de acertar. É só um conselho!
    Quanto, ao (à) Sr.(.ª) Rumalete, talvez frustrado (a) por não ter encontrado nenhum familiar dele próprio, Rumalete, esse sim, trouxe-nos evidências, mas da sua má criação, que o leva a recorrer ao insulto quando os argumentos falham.
    Meus (minhas) senhores (a), gastem as vossas energias a discutir aspetos úteis para a melhoria do país, que merece e exige pessoas empreendedoras, combativas, capazes de distinguir o principal do acessório.

    • Carmo Loureiro says:

      Ainda bem que alguém escreve, sem recorrer a insultos! É pena que qualquer um escreva o que lhe apetece, sem pensar um pouco nas afirmações que vai proferir! Que tipo de jornalismo é este?
      Eu fui insultada. Penso que merecia um pedido de desculpa!

  17. Norberto says:

    Vai tomar no cu !!!!
    OI !!!!!!!!1!!!!!!!!!!!!!!!
    SOU PREto!!


  18. Vai tomar no cu !!!!
    OI !!!!!!!!1!!!!!!!!!!!!!!!
    SOU PREto!!
    I <3 CU

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.