RTP

A informação da RTP continua a ter um conceito sui generis de imparcialidade editorial, sendo abundantes os esgares de nojo e os malabarismos com as sobrancelhas e a verdade quando se trata de informar sobre a “hecatombe” do OE 2016.

Afinal, quem manda naquilo?

Comments

  1. Nascimento says:

    Privatizada já! Ficar com a RTP2 e RTPmemoria.Mas isso não há partidos a reivindicar.Porquê? Eu sei…

  2. Nascimento says:

    Agora veio pastar para a RTP 2 um nojo que foi Ex qualquer coisa koltura em 2011…um tal Francisco M. Viegas. E ainda apresentador de Cinema!!! Estão a perceber por que aquela merda não fecha? Está sempre a servir muitos cus…