Brexit


O Reino Unido não tem a mínima intenção, por agora, de abandonar a UE. Assistiu-se a uma mera encenação e ao fortalecimento da posição britânica por via da fraqueza alemã.

 

Comments

  1. Rui Silva says:

    Mas então quem manda na Europa não é a Merkel ?
    Já não percebo nada.

    Rui Silva

    • João Paz says:

      Quem manda ditatorialmente na UE são os bancos alemães Rui Silva, a Merkel é mera cabeça de ferro. Mas o que é que isso tem a ver com a derrota parcial e tremporária de que fala o post Rui Silva? Fala-se de alhos e responde em bugalhos. É uma técnica velha e relha de quem não tem outros argumentos para apresentar. Não é Rui Silva? Se não o pretende ser assim aparece de facto.

      • Rui Silva says:

        Caro João Paz,
        não sei a que ponto os Bancos Alemães mandam na Europa. Mas quando oiço alguém dizer que quem manda são os bancos, sei muito bem que o que querem dizer é que a politica não manda nos bancos. E isso é bom, a menos que queiramos ser uma Venezuela, Uma Argentina um Zimbabue etc, etc.
        Você tem razão quando diz que o meu comentário não tem argumentos, mas veja que o post também não . O Post exprime uma ideia que não se coaduna com as ideias que o autor tem vindo que a Europa é um “pau mandado ” da Merkel, daí o meu comentário.

        RS

        • Nightwish says:

          Não é novidade nenhuma que a Inglaterra só quer saber da Europa para tratar dos seus negócios e, recentemente, para exponenciar as sanguessugas da City.

          • Rui Silva says:

            O que principalmente me parece que o Reino Unido quer evitar é as sangessugas que não se sabem governar .

            RS

  2. João Paz says:

    Já sugou muito foi Rui Silva? Eu, pela minha parte, não suguei nem um cêntimo. Ou será mero exercício académico de masoquismo?

    • Rui Silva says:

      Caro João Paz,

      Por acaso já sugamos , como Povo, não individualmente , claro está.
      Somos é mal agradecidos.
      Você já pensou um bocadinho nos “milhões” que a Europa já nos deu.
      Repare que aqui Europa significa os países que são contribuintes líquidos. Nós somos receptores líquidos da Europa.

      RS

      • João Paz says:

        Caro Rui Silva será que por acaso não sabe que a Alemanha, aquando da reunificação, recebeu mais do que tudo o que tinha “dado” anteriormente? Escrevo dado entre aspas porque de facto nunca deu nada, Todos os milhões que efectivamente vieram destinaram-se unicamente e por ordem alemã (via CEE/UE) a pagar a destruição de tudo o que tínhamos de realmente produtivo neste país. Quer que nomeie o que a Alemanha (via CEE/UE) mandou destruir ou poupa-me a esse tormento conhecido de todos aqueles que não querem enterrar a cabeça na areia fingindo que a CEE/UE é um paraíso de onde escorre leite e mel?

        • Rui Silva says:

          Sim gostava de saber “aquilo que mandou destruir”, se não se importasse de esclarecer . Isso era importante ser divulgado…

          Mas voltando à ao planeta Terra, a Alemanha é um contribuinte liquido da UE, o resto é propaganda.
          Por esta maneira de ser, de sempre querermos mais , o Reino Unido já se pôs de fora. E quem é que os pode censurar ?

          Rui Silva