Cairo

A 28 de Janeiro de 2011, o jornal The Telegraph, dava conta de que a história das grandes manifestações populares na cidade do Cairo, que acabariam por levar à deposição de Mubarak, era um pouco mais complexa do que parecia.

O artigo alucinante é escrito por Tim Ross, um jornalista formado em Oxford e com 15 anos de experiência no mundo da política.

Massa fina crocante ou artesanal?

Comments

  1. anónima says:

    O problema do Brasil é que ainda está num estádio de desenvolvimento que não é comparável ao nosso, ao Europeu.
    Desde logo a baixa formação académica da generalidade da população brasileira faz com que sejam facilmente manipuláveis por potencias estrangeiras nomeadamente pelos EUA. Não há verdadeiramente elites (académicas, sociais, …) no Brasil. Os brasileiros não têm ainda maturidade política suficiente para perceber todas as implicações dos protestos a que alguns estão a aderir, nem perceber a sofisticação das intervenções externas.
    Depois, o sistema judicial brasileiro ainda é muito incipiente e desorganizado pelo que a acção dos juízes e procuradores brasileiros tem de ser vista sob esse prisma (“há que dar um desconto”, como se costuma dizer em Portugal). O sistema brasileiro não é verdadeiramente independente e profissionalizado, e faltam garantias processuais básicas para os arguidos. Felizmente, existem programas de cooperação e formação com países europeus, nomeadamente Portugal, que estão a ajudar os brasileiros a tornar o seu sistema judicial mais sólido, ao ponto de poderem confiar nele.
    É portanto muito redutor fazer a leitura do que se está a passar no Brasil sem ter em consideração estes condicionantes. Nós, os europeus em geral e os portugueses em particular, mais sofisticados e com regimes políticos e judiciais mais consolidados, não podemos olhar para o Brasil como se fosse um país europeu e temos o dever de os ajudar e esclarecer. Coitados, ainda estão num estádio de desenvolvimento anterior ao nosso, e não sabem bem o que fazem.
    Este post dá uma contribuição muito útil no sentido de os esclarecer e ajudar. Bem haja!

  2. anónima says:

    Nós, os Portugueses (não esquecer que o Brasil é uma ex-colónia portuguesa, ainda não totalmente desenvolvida!), temos o dever de “abrir os olhos ao povo Brasileiro” coitado, que não se apercebe que está a ser manipulado (incluindo o aparelho judicial) a partir do exterior, nomeadamente pelos EUA. Abram os olhos Brasileiros, leiam este post!!


  3. O problema dos “seus manoéis” que aqui comentam é que não percebem que o Brasil é muito mais evoluído do que a antiga potência colonial em muita coisa, basta ver a forma como se manifestaram contra os gastos sumptuários dos estádios de futebol e contra a corrupção que proporcionaram.