A fala muda

As culturas, as próprias civilizações, possuem uma fala. Existe uma metalinguagem, um código simbólico silencioso mas extremamente operante, que emana do corpo dos povos e das nações através da sua arte, da sua religião, da sua literatura, do seu cinema, da sua ciência, da sua política, da sua comunicação social, da sua educação, dos seus hábitos alimentares.

Há uma fala simbólica das culturas e das civilizações que é uma tradução fiel da sua acção no mundo e sobre o mundo. É preciso compreender essa fala para se entender tanto a beleza como o terror da geopolítica.