CDS defende renegociação da Dívida

Minuto 3:33

Lol!

Comments

  1. Nightwish says:

    Foi um lapso, do que ele fala não é de renegociação, é outra operação para baixar os juros.
    Para chegar à renegociação é preciso perceber que é incomportável na zona euro.

  2. Vítor Cruz says:

    Ao minuto 3:33 o deputado do CDS, agora fora do poder, defende a renegociação da dívida. É triste verificar que alguma lucidez dos políticos só acontece quando na oposição…Mas não obstante, é mais uma opinião que reforça aquilo que muitos de nós há muito afirmamos: A dívida é impagável e estará sempre a crescer. Para não crescer teremos que atingir um défice negativo ou seja abaixo de zero. E mesmo aí deixará de crescer mas continuará impagável…
    Mas a dívida interessa a muita gente, sobretudo aos credores. Para o país será um esforço constante a pagar juros elevados (muito acima dos valores do mercado normal que a banca usa para se financiar) esforço esse que não reverte para a economia com seria desejável mas para sustentar e enriquecer os grandes grupos financeiros que dominam o mundo…Isto manter-se-á até um dia em que alguém lúcido e com o poder que os cidadãos lhe confiram para o efeito, disser: Basta. O que diga-se, vivendo a população portuguesa no medo que os sectores mais conservadores e a sua posição maioritária nos “media” lhe incutem e veiculam (e os portugueses estão longe de uma cultura democrática do tipo islandês), não será muito expectável. Neste caso o CDS descuidou-se e falou verdade…

Trackbacks


  1. […] debate parlamentar de Quinta-feira, o CDS-PP fez história no Parlamento ao defender a renegociação da dívida. Sim, aconteceu mesmo. Chama-se “Renegociação ordenada daquilo que é a sua dívida e daquilo […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.