Um Primeiro-Ministro soberano


Absoluta correcção protocolar do Primeiro-Ministro de Portugal, Antonio Costa, colocando o seu copo ACIMA do da soberana de Espanha.

15253400_10154825247756318_4425282555283752693_n

Comments

  1. tá bem tá says:

    passa para cá olivença ó maria

  2. Mas com uma faixazinha de cor azul da monarquia, enquanto a rainha apresenta faixa rubra!!!!

    • Leonor Ferreira says:

      “De acordo com O Livro do Protocolo, que lançou pela Esfera dos Livros, é possível ver que Felipe VI tem ao pescoço o Tosão de Ouro, por ser ele o Soberano Grão-Mestre da Ordem do Tosão de Ouro. Tem também, em destaque, o Grande-Colar da Ordem da Torre e Espada, este atribuído ao rei por Marcelo Rebelo de Sousa, e o mais alto grau da Ordem. A faixa azul é da mesma Ordem. Até 2011, era apenas concedido, no final do mandato, a quem tivesse exercido o cargo de Presidente da República. A partir dessa data, voltou a poder ser também concedido a chefes de Estado estrangeiros, antigos chefes de Estado e a pessoas “cujos feitos, de natureza extraordinária e especial relevância para Portugal, os tornem merecedores dessa distinção”, pode ler-se na página da presidência.
      À rainha consorte, o Presidente da República concedeu a Grã-Cruz de Cristo. No entanto, de acordo com o livro de José de Bouza Serrano, a faixa é mais larga do que deveria ser, uma vez que as faixas concedidas a mulheres devem ser mais estreitas.”
      “É composta pela banda, de seda vermelha posta a tiracolo, tendo pendente sobre o laço o distintivo, e pela placa dourada em raios, tendo ao centro um círculo de esmalte branco carregado da cruz da Ordem, perfilado de ouro e circundado de um festão de louro de ouro. A Cruz da Ordem de Cristo é a figura simbólica que caracteriza a Ordem dos Cavaleiros de Cristo de Portugal. Esta instituição honorífica de tipo religioso e militar foi criada pelo Rei D. Dinis em 1319. Foi entretanto convertida em Ordem Honorífica e até hoje continua assim. É frequentemente concedida em Visitas Parlamentares de Estado, sobretudo aos cônjuges e, ocasionalmente, aos próprios chefes de Estado. “

      • Bruno Santos says:

        Obrigado

      • Muito obrigado pela explicação (sem qualquer ironia). Contudo a minha referência às cores pretendia ser simplesmente uma ironia. Mas foi bom ficar a saber que os reis usaram, de acordo com o protocolo, as faixas correspondentes às condecorações portuguesas, coisa que de facto desconhecia. E o vermelho acabou por assentar excelentemente à rainha sobre o negro do vestido. Agora que o Costa tem um olhar maroto, ai isso tem, e não me parece que seja protocolar!

  3. O saber não faz mal a ninguem ; e a boa educação muito menos !!!

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s