A “Mindfulness” do Primeiro-Ministro de Portugal

ac_mf

A pressão arterial do Primeiro-Ministro manteve-se inalterável em face do Tigre (de papel). António Costa é muito forte e será muito útil a Portugal e ao mundo nos próximos anos. Depois será o que quiser. Talvez até um Rei pobre.

Comments

  1. Ana Moreno says:

    A. Costa teve um desempenho admirável: competente, claro, sereno, sem ataques baratos à oposição, centrado nos resultados já alcançados pelo seu governo; um tipo de discurso superior e raro em Portugal (e não só); ao contrário, os incompetentes jornalistas que tanto se esforçaram e desesperaram por encontrar o cabelo na sopa, nem sequer se prepararam adequadamente para o conteúdo da entrevista, de tão centrados no nível meta.

  2. Paulo Só says:

    Ele representa certamente umas das poucas luzes que vemos pela frente. Espero que não se canse de tentar dar alguma perspectiva aos portugueses.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.