PS: “Responsabilidade” de Núncio comprova negligência de executivo PSD/CDS


A palavra “negligência”, neste assunto, traz a infeliz memória da abstenção violenta. Ide chamar parvos a outros, noutra freguesia.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Meu caro, a politica por vezes mete-me nojo.
    Isto é pura demagogia, A hipocrisia no seu melhor nivel!
    Se não houver consequências a retirar deste caso, como por exemplo a sua demissão do Banco de Portugal, cujo cargo também é politico, caso contrário Carlos Costa já estava no meio da rua à muito tempo, então ele que não nos faça o favor de deixar de ser palhaço..
    Sabe o que vai acontecer a seguir:
    Os partidos da Oposição vão vangloriar-se a “retidão de carater”, “postura séria e integra” do senhor Paulo Núncio, que contrariamente a Centeno, se demitiu das suas funções do CDS, como se elas fossem deveras relevantes e lhe sustentassem as mordomias.
    Tivesse ele “tomates”, para sair do bem bom, e ai sim, eu seria o primeiro a elogiar a sua decisão corajosa.
    O tanas. è nestas coisas que eu dou razão ao Jerónimo. Mais moída, menos moída, é tudo farinha do mesmo saco.

    • Rui Naldinho says:

      Esqueci-me de dizer isto:
      Porque é que ele assumiu a responsabilidade da falha grave, se é que se pode chamar assim.
      É que neste caso os email’s são oficiais, e não são sms trocados entre telefones particulares. Neste caso já não tem uma maioria parlamentar, como teve Maria Luiz Albuquerque, para boicotar uma comissão de inquérito, ou na pior das hipóteses, para chegar a conclusões enviesadas.

  2. Paulo Só says:

    Segundo li, a lei permite a retroatividade alargada do controle fiscal. Aguardamos. Quanto Sr Núncio há que ver se eles tem ido passar férias às Bahamas, ou à Costa da Caparica, ou seja, se também “negligenciou” as suas contas bancárias. Será que a Cristas o vai levar com ela para fazer queixas ao Presidente?

  3. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    O caso Paulo Núncio traz à evidência a suja promiscuidade, ou chamando os “bois” pelos nomes, a corrupção, que se instalou neste país dito democrático, onde o tráfico de influências domina e estrangula uma Nação.
    Estamos perante actos claros de corrupçãoa que toda a cambada política, da dita direita, à dita esquerda, assobia para o lado,

    Esse senhor, que foi Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, executa funções de Consultor Internacional de Assuntos Fiscais e trabalha com personagens bem conhecidos como o ex-porta voz do PS do “reinado” Sócrates, João Tiago da Silveira e com o nosso bem conhecido comentador “”assassino” da voz meiga” de nome Lobo Xavier e outros deputados.
    Portanto, tudo isto é uma teia de arranjos e arranjinhos entre os deputados e as Sociedades de Advogados (no caso presente, Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva … E outros (de que fazia parte a “impoluta” Assunção Cristas).
    Tudo gente de bem.

    O problema não se pode resumir a uma espécie de “Perdoa-me” muito ao gosto dos corruptos e que nós anjinhos, acabamos por dizer que o homem “tem tomates” e rapidamente passamos o crime cometido para uma segunda fase.
    O problema é muito mais profundo e é de regime.
    Um regime que está podre, com o garante pelas instituições democráticas a não exercer os seus deveres e passando o tempo com selfies almoços e jantares que, afirmo são de bom tom, depois de fazer o seu trabalho de casa.

    É muito bonito ouvir António Costa a falar da independência do poder político relativamente ao poder judicial.
    Mas no fundo, isto é como as selfies , os almoços e os jantares. Como Português que faço parte daquele grupo de pessoas que não escapam ao fisco, pagamos os vossos salários, não para fazer de conta que os inúmeros crimes financeiros que nos conduziram à ruína, se fiquem por palavras bonitas e umas selfies à mistura.
    Façam o trabalho de casa, a vossa obrigação.

    • Paulo Só says:

      Eu sou o tempo em que os advogados defendiam os presos políticos de graça. Quando Maria Lucília Miranda Santos morreu em 2016, ela que tinha sido a advogada que durante o ancien regime mais presos defendeu gratuitamente, escrevi para o diretor do Público sugerindo que o fato fosse registado. Nem uma linha. Foi a gota de água que me levou a desistir de ler esse jornal. Advogados só nos Conselhos de administração, Lobo Xavier no Público, e Daniel Proença de Carvalho no Grupo do Diário de Notícias, Jornal de Notícias, TSF. À frente dos jornais portugueses estão pessoas sem cultura, sem passado e sem caráter. Tal como esse advogados, cujas sociedades, como se viu no caso dos Panamá Papers, logo abafado, são oficinas de mercenários, destinadas a proteger o grande banditismo fiscal, com a ajuda dos políticos que fazem eleger entre eles. Vamos ver no que dá essa história, ou se não dará nada como de hábito, sendo agitada apenas como um espantalho para calar o inimigo do momento. Vamos a ver se esta democracia é algo além de um casca vazia, onde se alojam colónias de parasitas. Vamos a ver o que contaremos aos nossos filhos e netos sobre o que é a República.

      • José Peralta says:

        Manifesto a minha concordância ( e nem podia ser de outra maneira !) com os comentadores que me antecederam.

        Mas, introduzindo, se me permitem, uma pequena nota de “humor”, gostaria de fazer este “lancinante” apelo :

        ANTÓNIO DE ALMEIDA ! Então, pelo menos até agora, não dá acordo de si ? Sempre tão lesto, a tecer comentários ! Terá entrado, súbitamente, em estado catatónico ? Vá lá, ANTÓNIO DE ALMEIDA ! Dê lá um arzinho da sua graça…

        • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

          Caro José Peralta:
          Eu gostava muito mais de ouvir o nosso presidente da república, sempre tão lesto quando lhe põem um microfone à frente. O caro António Almeida, tal como nós, tem uma ideia da política, mas não é interveniente com poder, fora, naturalmente, nas eleições.
          Mas o parlapatão do nosso presidente, é suposto ser o garante do bom funcionamento das Instituições Democráticas.
          Na verdade, o silêncio de António Almeida, não me surpreende, mas o que me surpreende, de facto, é a postura dessa figura de jantares e selfies que não faz o trabalho de casa.

  4. Bruno Santos says:

    Um dia destes vamos ter que tirar uma conclusão muito dolorosa relativamente à nossa Democracia. Daquelas que somos até incapazes de escrever.

    • Rui Naldinho says:

      Bruno, leia os jornais de hoje, e verá que já há desculpas, elogios e ações de graças para tudo.
      Núncio ainda vai ser levado aos ombros como um herói.
      Como diria Luiz Filipe Scolari:
      – E o burro sou eu?

      • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

        Esta é a prova provada que é o Regime que estes crápulas estão a pôr em causa.

  5. Anti-pafioso says:

    O srº Núncio ex secretário de assuntos fiscais e militante do CDS ,MENTIU aos portugueses , e cumo foi desmentido lá confessou que era culpado , Espero que a Srª Deputada Cristas chame mentiroso ao srº ex secretário dos assuntos fiscais .só assim a srº terá uma postura séria e de carater .

    • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

      Já saiu a terreiro dizendo mais ou menos que o Núncio … “os tem no sítio”. E assim se procria e se desenvolvem gerações. Viva a República!!!

  6. Anti-pafioso says:

    Espero que a maioria de esquerda que governa este pais , não deixe os pafiosos branquearem este caso . todos os implicados tem de ser presos para investigação .

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s