Por um país asseado


mw-860

António Costa, secretário-geral do Partido Socialista, esteve ontem a presidir à inauguração da nova sede do PS Gaia. Segundo relata o jornal Expresso, o primeiro-ministro centrou a sua intervenção na análise de alguns acontecimentos que têm vindo a dominar a agenda mediática nacional e no modo como certos agentes políticos actuam no exercício das suas funções e intervêm no espaço público e mediático, através do uso da palavra, do debate de ideias e da confrontação democrática de propostas políticas alternativas.

António Costa acusou a oposição ao governo de andar muito irritada com aquilo que ele classifica como sucesso do país, e de recorrer a “um exercício artificial de guincharia e insultos” para atacar o executivo e a maioria parlamentar que o apoia.

O secretário-geral do PS e primeiro-ministro de Portugal tem, obviamente, toda a razão. O espaço público democrático não existe sem o debate aberto e a confrontação plural de ideias, mas a própria democracia, a República e a dignidade das instituições que a constituem, não podem tolerar a virulência, tantas vezes delinquente, de verdadeiros caceteiros de rua que, frequentemente atolados na vigarice mas mascarados de gente séria, utilizam o insulto repugnante, o ataque pessoal infame e a mentira cobarde, para confrontar adversários políticos, internos ou externos, ou para simplesmente enganar o eleitorado mais desatento.

O Secretário Geral do PS sabe, certamente, que um país asseado e uma democracia salubre não são compatíveis com a presença em lugares de responsabilidade pública ou partidária de militantes do “guincho” e do “insulto”, gente que traz do berço uma formação moral, cívica e democrática que envergonha a própria ideia de democracia e que constitui um péssimo exemplo para as gerações mais novas, cada vez mais distantes e alheadas da participação cívica e política. Este afastamento acontece muito por via da degradação e da desqualificação do estatuto do servidor público, vezes de mais aviltado pela acção de políticos sem dimensão ética, intelectual ou humana para o exercício de responsabilidades políticas, e que, na verdade, contribuem decisivamente para a perda de dignidade das instituições e do regime democrático. O que pensará um jovem estudante, no qual despontam as primeiras interrogações sobre a organização da vida em comunidade e sobre o papel das instituições democráticas na ordem social, quando assiste ao exemplo degradante desses políticos e responsáveis públicos fazendo uso difamatório da mais aviltante linguagem de taberna e da mais criminosa injúria? Como irá esse jovem interpretar tão triste exemplo, na construção da sua personalidade cívica e na sedimentação do respeito que lhe deveriam merecer, enquanto cidadão, as instituições públicas que o servem e representam?

Assinale-se, assim, como muito positiva a preocupação pedagógica de António Costa com esta importante dimensão do espírito republicano, sabendo, como sabemos, que os inimigos desse espírito estão, infelizmente, espalhados por todo o lado, à nossa volta, mais próximos do que muitas vezes parece.

 

Fotografia: Lusa/Expresso

Comments

  1. Ricardo Ferreira Pinto says:

    Já que falou de guinchos e de insultos, o sr primeiros ministro podia ter falado da realidade política de Gaia.

  2. Atento/Sempre says:

    Eu sei, que o ex-governo de traição-nacional do Coelho /Portas, tutelado por cavaco, foi o governo dos neoliberais, e com tiques muitas das vezes a roçar o fascismo, mas também sei, que este governo do PS do Costa apoiada pelas suas muletas, esta a fazer milagres, não foi eu que o disse. Foi aquela senhora, que o PS do Sócrates sempre teve uma grande admiração… Mas afinal em que ficamos, houve ou não houve milagre! Não vou comentar as declarações da “Santa Zita” do PSD do Passos, para irmos todos a Fátima, até porque posso ser multado ou preso como foi a investigadora bolsista Maria de Lurdes… Que todos vós conhecem a história mas não tem a coragem de a defender publicamente, nem se quer as mulheres!… Por isso fica aqui, meu grito de revolta HIPOCRITAS!

    • Ricardo Ferreira Pinto says:

      Não sei para quem é isso, mas aqui no Aventar já escrevi um post sobre Maria de Lurdes Rodrigues. E até teria todo o prazer em transformar este seu comentário num post.

  3. Paulo Só says:

    O pior neste pais é a justiça que está parada. Como é que se explica que o Joe Berado que deve alguma coisa como mil milhões aos bancos esteja para abrir dois museus em Lisboa, Por que esse gajo e outros como ele não estão na cadeia? Ainda há pouco eu lembrei que o Presidente da Enron apanhou 24 anos de cadeia nos EUA e está a cumpri-los. Qu eu saiba os EUA não são de esquerda. Não é preciso ser de esquerda ou de direita para concluir que este país não funciona. Tem uma casta acima da lei, como o outro que matou a velha e anda aí. Seria preciso uma grande reforma da justiça, e meios, claro. E paralelamente reformar a banca. O Carlos Costa é um palhaço, mas se puseram lá outro, será a mesma coisa. Ou acham que um gajo sozinho decide fechar um Banco sem falar com o governo? Acham que a Marilu e o Coelho não sabiam de nada, sabiam e deixaram que se tirasse de lá o dinheiro? A independência do Banco Central é uma brincadeira. Esses gajos andam todos juntos, os banqueiros, e outros financistas, advogados como o Núncio e homens de negócios e alguns políticos como o Sócrates e o Cavaco que chegou ao cúmulo de mandar os imigras comprar o lixo do BES. Onde está a independência dos poderes? O que há a fazer é reformar a lei bancária e exigir a certiificação de todos os produtos bancários. Por que a carne é vigiada nos talhos e não os produtos bancários? Rever a concessão de créditos, proibir a compra ou venda de swaps e essas porcarias. De contrário podem é fechar o Banco Central, essa porcaria não serve para nada, é do mal, da gang. Quem tem coragem de meter esses gajos todos na ordem? A coisa resolve-se em 2 meses. Repito, não é de direita ou de esquerda é uma questão de gente séria ou não. Depois se vê o resto, mas antes de limpar esses gajos não vamos longe nem vale a pena ficar a discutir.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s