O regresso de Maria Joana


Canabidiol é um dos componentes do óleo de Cannabis sativa e da Cannabis indica, normalmente designadas como “Erva”, “Marijuana” ou “Haxixe”. A planta em causa toma o nome de Cânhamo e desempenhou, noutros tempos, um papel muito importante em várias indústrias nacionais, designadamente a indústria têxtil. Dada a sua importância económica, chegou a dar o nome a algumas terras portuguesas, como é o caso de Marco de Canavezes.

Na época dos Descobrimentos, a fibra de cânhamo era usada para produzir, além do vestuário, muitos artefactos fundamentais à indústria naval, como, por exemplo, cordas e velas. As cordas de cânhamo, extremamente resistentes, estão eternizadas na famosa Janela Manuelina do Convento de Cristo, em Tomar.

O Canabidiol é um componente químico da planta do qual está ausente o princípio psicoactivo, tendo sido isolado em laboratório no final dos anos 30 do século XX e objecto de registo de Patente nos Estados Unidos, em 1940, com o número 2.304.669.

Passados mais de sessenta anos, a 7 de Outubro de 2003, uma outra patente foi registada, também nos Estados Unidos, relacionada com as aplicações possíveis dos Canabinóides, incluindo  o Canabidiol, em determinados domínios da medicina e do tratamento de algumas doenças. Mais concretamente, o objecto da patente em causa, que tem o número 6.630.507, é o uso de Canabinóides como antioxidantes e neuroprotectores. O texto introdutório do registo dessa patente é o seguinte:

Patentes dos Estados Unidos da América 6.630.507
Hampson, et al.
7 de Outubro de 2003

Os Canabinóides como antioxidantes e neuroprotectores

Abstracto:

Descobriu-se que os Canabinóides têm propriedades antioxidantes, não relacionadas com o antagonismo do receptor do NMDA. Esta propriedade recentemente descoberta torna os canabinóides úteis no tratamento e profilaxia de uma grande variedade de doenças associadas à oxidação, tal como a Isquemia, doenças inflamatórias, auto-imunes e outras relacionadas com o envelhecimento.

Descobriu-se que os canabinóides têm uma particular actuação como neuroprotectores, por exemplo, limitando danos neurológicos resultantes das agressões da Isquemia, como os AVC’s ou traumas, ou no tratamento de doenças neurovegetativas, como a doença de Alzheimer, Parkinson ou Demência por HIV.

Canabinóides sem psicoactividade, como o Canabidoil, são de uso particularmente vantajoso, uma vez que evitam a toxicidade que se encontra com os canabinóides psicoactivos administrados nas altas doses úteis no método da presente invenção.
Uma classe particular dos canabinóides descobertos útil como antioxidante neuroprotector é a fórmula (I) na qual o grupo R é seleccionado independentemente do grupo formado por H, CH.sub3 e COCH.sub.3.

 

Inventores: Hampson; Aidan J. (Irvine, CA), Axelrod; Julius (Rockville, MD), Grimaldi; Maurizio (Bethesda, MD).
Procurador: Estados Unidos da América, representado pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos (Washinton, DC)
Data de entrada: 2 de Fevereiro de 2001

Comments

  1. Fernando Manuel Rodrigues says:

    Primeriro proíbem. Levam o mundo inteiro por arrasto. Depois registam patentes (internacionais, bem entendido). A seguir, legalizam.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s