A Rota da Sede

A Rota das Patacas, Lisboa-Macau, continua a levar ao Oriente “charters” cheios de jovens alfacinhas de aspecto muito saudável, doutores em leis e cheios de bons princípios, que mal põem o pé fora do avião já têm emprego bem pago, ali, perto do Senado, no Pátio da Dissimulação.
Trânsito em que um bom jornalista daria como bem empregue o seu tempo, para que se perceba, ao menos, como está a ser preparada a nossa elite política dos amanhãs que não cantam, pois a voz já dói. Mas assobiam. Para o lado.