Controlo


No início deste lindo mês de Abril, do ano da Graça de 2017, havia em Portugal uma “epidemia de Hepatite A fora de controlo”, segundo a Direcção Geral de Saúde. Em poucos dias foram detectados mais casos do que nos últimos 40 anos. O Ministro da Saúde veio informar a população de que “os nossos comportamentos contam”. Entretanto, o assunto foi ultrapassado pela “verdade científica” de vinte casos de Sarampo e pelo comportamento “negligente” dos pais que não vacinam os seus filhos.

É claro que uma coisa não tem nada que ver com a outra. Não se apressem, os partidários das teorias da conspiração, em vir acusar as autoridades, entre as quais se encontram as que detêm o  poder da comunicação, de inventar uma “epidemia” de vinte casos de Sarampo para esconder uma outra, “fora de controlo”, não com origem no comportamento anti-científico de pais que não vacinam os seus filhos, mas de cidadãos cultos e responsáveis, conscientes dos seus deveres, que apenas gostam de se divertir.

 

Comments

  1. Nuno Mateus says:

    Bruno, parece que os crentes na eficácia e na segurança absolutas das vacinas e (a partir de agora) defensores da vacinação compulsiva ficaram sem palavras…

  2. teste says:

    a azia que transpira das suas palavras é tanta… ficou assim tão chateado por lhe terem ensinado o que era uma vacina?

  3. Nuno Mateus says:

    Afinal já há mais um comentariozinho, mas parece que é só para desviar a conversa…

  4. Fernando Manuel Rodrigues says:

    Confesso que não percebo nem o teor deste artigo/nota nem o teor dos comentários. A hepatite é uma doença perigosa, como o é o sarampo. Se a primeira foi relegada para plano secundário pelo barulho feito à volta da segunda, isso é questão para colocar à comunicação social.
    Certamento que os atingidos pelo surto de hepatite A continuam preocupados. Mas não há também uma vacina contra a hepatite (pergunto eu)?

    • Maquiavel says:

      Há uma vacina contra a Hepatite A, e muito popular nos países nórdicos, há campanhas anualmente, já que se viaja muito para o estrangeiro, onde há riscos de contrair a maleita.
      Em Portugal näo se tinha o hábito de vacinar contra a Hepatite A, foi-me dito há 20 anos que tínhamos imunidade genética, e por isso só pedi a da Hepatite B.
      Pelos vistos a imunidade genética dos sul-europeus à Hepatite A já se foi… e como tal vou já pedir para ser vacinado!

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s