Jornal Expresso compara crianças não vacinadas com Rottweilers


Ler para crer.

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    No canil em que se transformou o Expresso, é normal a comparação …

    • Rui Naldinho says:

      Não iria por aí. Diria antes que Henrique Raposo é o Rottweiller do EXPRESSO.

      • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

        Quem admite o Raposo nos seus quadros redactoriais, para mim, fica classificado ou, como se diz por estes lados, “Diz-me com quem andas …”
        E, tanto quanto sei, é um elemento com preponderância.

  2. Tottweilers com Sarampo says:

    O asqueroso Raposo compara sim os paizinhos das crianças não vacinadas com os donos dos Rottweilers.
    Há uma grande diferença.
    Mas para demagogo, o meu amigo Bruno não se sai nada mal.

  3. Alvaro Fonseca says:

    Gostei em particular do remate final do sr. Raposo sobre a segurança: só faltou usar o mesmo argumento para justificar a proliferação da videovigilância por tudo o que é local público ou privado. O Estado paternalista e fascizante tem de cumprir o seu papel de educar e controlar o perigoso cidadão irresponsável. Por esta altura (com tantos livros e filmes premonitórios) já devíamos reconhecer o guião à milha…

  4. Eu mesma says:

    Olha quem! O fulano de extrema-direita armado agora em Diácono Remédios cool na Renascença, que num livro faltou ao respeito aos alentejanos (viva o Alentejo) e numa crónica gabou-se de uma altercação protagonizada pela filha dele na creche, para a seguir dizer que isto do bullying não é nada de importante.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s