فاطمة‎‎ Fāṭimah


Scarsellino_-_Driving_of_the_merchants_from_the_temple_-_Google_Art_ProjectFátima, Fátima.
Expulsão dos vendilhões do templo.
© Scarsellino – Google Art Project

Comments

  1. Atento/sempre says:

    Hoje não é de facto o meu dia, um agnóstico, a caminho do ateísmo… Tenho resolver este problema quanto antes!

  2. JgMenos says:

    Fácil, muito fácil.
    Sempre os pastores de uma qualquer fé procuraram destruir a fé alheia.
    E no final, ser religioso ou ateu é um mesmo acto de fé em relação a um conceito que excede a humana compreensão.

    • Rui Naldinho says:

      Foi o único comentário escrito por si nos últimos meses, em que se percebe haver um raciocínio estruturado, o que de facto me deixa incrédulo perante a minha falta de fé.
      Será realmente possível haver um milagre, nomeadamente a 13 de Maio?

      • JgMenos says:

        A haver milagre, terá sido o seu reconhecimento de um raciocínio estruturado.

      • José Fontes says:

        Rui:
        Ainda não percebeu que o olharapo Menos provoca por gosto ou por missão para a qual foi encarregado?

        • Rui Naldinho says:

          Sim, eu já percebi. Mas o comentário dele acaba por estar completamente fora daquelas alarvidades a que nos habituou, o que, diga-se, me pareceu um “milagre”.

          • José Fontes says:

            Depois de 3 factos extraordinários no mesmo dia:
            a visita do Papa;
            o Benfica mais pálido do consulado do Vitória ter ganho a Liga com uma permanência de 29 jornadas no topo da classificação; da vitória na Eurovisão.
            Não é de admirar o olharapo ter produzido um texto não-estratosférico, não acha.
            Agora já me convenço que há milagres.

  3. E vi um Papa, andando no meio da multidão e, sem medo, dizer alto e em bom som que Maria não é a santinha a quem se recorre para obter favores a baixo preço.

  4. Quando Cristo expulsou os vendilhões do templo fez isso mesmo, do Templo. Ali comerciavam aqueles a quem os peregrinos tinham de comprar os animais para os sacrifícios rituais obrigatórios e os cambistas aproveitavam-se da circulação de várias moedas para ganharem dinheiro especulando com o valor facial das mesmas.
    Eu fui a Fátima e estive em Fátima. No recinto do santuário não vi comércio.
    Fora do recinto vi à venda memorabilia que ninguém é obrigado a comprar, mas da qual os peregrinos gostam e que é o sustento de muita gente. Comprei e paguei o justo valor. Ninguém se aproveitou da circunstância especial para carregar no preço. Comi e bebi e paguei, também o justo valor igual ao que pagaria em qualquer outro lugar. Não vi especulação capaz de levantar a ira de Cristo.
    O que vi foi um santuário apinhado de gente alegre, bem disposta, sem medo, pacífica, ordeira e organizada. Vi uma cidade a receber os peregrinos de forma tão organizada que me espantou. Cafés e restaurantes a funcionarem na perfeição apesar da afluência de tanta gente, com empregados bem dispostos apesar do cansaço.
    Vi a segurança bem montada e vi gente a agradecer aos guardas o trabalho. Vi crianças e velhos. Vi deficientes em cadeiras de rodas sem medo de atropelos e sem medo de violência de gangs. Vi instalações sanitárias mais do que suficientes, impecavelmente limpas após a passagem de uma multidão.
    Vi uma festa. Gastei uns trocos para comer e beber e recordações. Não vi vendilhões no Templo. Deixo essas visões para quem lá não pôs os pés.

    • Nascimento says:

      Aquela cena das velas de todos os tamanhos e feitios que o pessoal costuma comprar tá muito bem ” organizado”, não está?Ganda negócio 😁. Sai sempre a casa.Claro que o Xico até foi lá,por isso acha ….talvez,questão de livre arbítrio 😜?Nestas coisinhas mais ” comerciais”, a boa disposição ajuda muito😋 e se for higienizada melhor.Siga…..

      • A especulação é o mal, por isso Cristo derrubou a mesa dos cambistas. Por isso a um cristão é difícil entender o mercado bolsista. O negócio onde se compra e vende pelo justo valor é mal onde. Então quem faz as velas não têm de comer? Quanto ao comércio de quinquilharia e restauração quem ganha é quem lá está a trabalhar.

  5. Sempre que acordas todos os dias é o milagre da vida que está em ti.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s