“4 horas à espera do 112”

Em Pedrógão. Lá no fundo. Lá longe.

Deixar uma resposta