Do incompreensível


© Mónica Joady

Ontem, dia 20 de junho de 2017, em pleno Luto Nacional pela catástrofe que assolou Pedrógão Grande e o país durante o fim de semana, antes ainda de terem decorrido os funerais das vítimas, o PS Gaia fez a festa de apresentação de mais uma candidatura autárquica.

Será este o sentido que toma a tal “grande consternação” e a “solidariedade com as vítimas” manifestadas pela classe política?

Na imagem (recolhida durante a sessão): Eduardo Vítor Rodrigues, secretário nacional do Partido Socialista e presidente da Câmara de Gaia, ao lado de Maria José Gamboa, candidata do PS a uma Junta de Freguesia, durante a sessão de apresentação da sua candidatura. Sem palavras.

Aqui pode ver-se o resto da festa.

© Mónica Joady

 

 

Comments

  1. Podiam ter adiado a apresentação pública. Lamento que a Maria José Gamboa não tenha ponderado adiar esse evento. Não condiz com o que diz defender (princípios).

  2. não lhe dê mais “tempo de antena”!

  3. doorstep says:

    Gente fraca…

  4. Ferpin says:

    Ha tantas razões para criticar ou mesmo suspeitar do Vítor de Gaia, que isto não merece o tempo perdido a falar do assunto.
    Podia ter adiado? Podia, se calhar, se adiasse por respeito aos mortos do incêndio diziam aqui que ele se tinha aproveitado do mesmo para politiquice.
    (Nota: acho o monte de histórias sobre o Vítor de Gaia suficientes para ninguém com dois dedos de testa votar nele, mas não esta)

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s