Porto pode perder classificação da Unesco


Simulação do projecto para a Real Companhia Velha

A afirmação é do Arquitecto Rui Loza, actual Vereador com o pelouro do Urbanismo da Câmara Municipal do Porto e coordenador do processo de candidatura do Centro Histórico do Porto à inclusão na Lista do Património Mundial da UNESCO.

Numa conferência organizada pela Câmara de Gaia em 2015, sob o lema “Cidades de Rio e Vinha – Memória, Património e Reabilitação”, o Vereador da Câmara do Porto alertava para o “risco de abuso cultural decorrente da desvitalização da vertente industrial das caves”, realçando que “há a tentação de construir [nas Caves] uma nova cidade com vistas para o Porto”.

Rui Loza chegou a afirmar que “há muita gente a colaborar com o processo de destruição em massa dos Armazéns [de Vinho do Porto]” que são o ex-libris do Centro Histórico de Gaia.

Segundo Rui Loza, “No nosso caso, estamos perante armas de destruição em massa. Não é uma pequena casa que arde, não é uma pequena cheia que vai alterar um rés-do-chão, são processos violentos e de grande dimensão”.

Rui Loza falou ainda sobre as intervenções urbanísticas levadas a cabo e projectadas para a zona ribeirinha de Gaia, sublinhando que “Isto não é Vila Nova de Gaia, isto é o abuso cultural de chegar a um sítio sem qualquer preocupação de pensar que isto demorou 300 anos a construir. Isto não é possível acontecer e se isto acontecer, o Porto não é património mundial e Gaia muito menos”.

A Disneylândia do Vinho

Recorde-se que estão previstas várias intervenções urbanísticas no Centro Histórico de Vila Nova de Gaia, que passam pela total descaracterização das Caves de Vinho do Porto, com a demolição de centenários Armazéns, substituídos por uma  Disneylândia do vinho com mais de 30 mil metros quadrados, uma “Praça” de cimento, ferro e vidro que irá destruir para sempre uma das mais belas paisagens urbanas do mundo. Além disto, vai inaugurar-se um supermercado de venda a retalho, um cash&carry com correspondente parque de estacionamento para mais de 200 automóveis, no lugar para onde esteve previsto um Centro Cultural, também em pleno Centro Histórico da cidade, nas antigas instalações da Real Companhia Velha, paredes meias com o Convento Corpus Christi e as próprias Caves de Vinho do Porto.

As antigas instalações da Real Companhia Velha foram vendidas em hasta pública pela Câmara Municipal de Gaia à Douro Azul, única entidade que se apresentou ao leilão, oferecendo cinco mil euros acima do valor base de licitação, que foi de 3,6 milhões de euros.

Com este conjunto de intervenções urbanísticas no Centro Histórico de Gaia, que vão desfigurar para sempre este património histórico e arquitectónico ímpar, poderá estar em causa também a classificação de Património Mundial da Unesco atribuída ao Porto. Estes factos são demasiado graves para que as autoridades se mantenham em silêncio e se demitam de cumprir o seu papel na defesa da memória histórica das duas margens do Douro.

Comments

  1. Paulo Marques says:

    Se não fosse o Moreira ter que perder todo o seu tempo a tentar proibir a oposição, tenho a certeza que se preocupava.

  2. Construtores e especuladores imobiliários tugas são capitalistas slevagens, e a maior parte dos tugas gosta é de ver obra feita, não interessa de que qualidade, são incultos demais para perceber o que está em jogo. Veja-se o que aconceu em olhão com Balsa, a cidade romana, e com os eucaliptos, o que interessa é o rendimento rápido, é ter uma segunda casa para mostrar ao vizinho que se é rico, mesmo que se passem provações. Não interessa a substância, apenas as aparências.

  3. JgMenos says:

    Gaia só tem tido merda na autarquia.
    Devia ser despromovida a freguesia do Porto.

  4. Fatima Dourado says:

    Eu até nem gosto nada de Gaia. Acho muito confuso. No entanto nem consegui ler o artigo até ao fim, tal é o chorrilho de disparates.
    Se têm dinheiro a mais, possivelmente arranjariam alguma coisa melhor em que o gastar.
    Isto não dá mesmo com nada…
    Acho que, desde que não haja trafulhice, o que é pouco provável, não vão poder mexer nem as caves vão deixar.
    Ah! Já agora vou aproveitar para ir a im dos terraços petiscar qq coisa ao por do sol, enquanto existem
    Faço ideia o que pensarão as pessoas que gostam de Gaia …

  5. ainda bem que a Torre dos Clérigos está no Porto, se fosse em Gaia provavelmente já a tinham vendido para a transformar em qualquer modernice pindérica … isto sem prejuízo de o “fascínio” da autarquia portuense pelo turismo de “vale-tudo” também não ser muito inferior ao de Gaia

  6. Era bom correr já com este executivo extremopopular e arrogante para quem não lhe veste a cor, estão a conseguir fazer asneira em várias frentes, são um incêndio descontrolado, espero que não haja mortes.

  7. Uma vergonha o que estão a fazer à zona Ribeirinha do vinho do Porto!!! Parece impossível que o Ministério da Cultura ainda não tenha intervido!!!

    • Rafael Abreu says:

      Minha cara,
      O Ministério da Cultura, não faz, nem deixa fazer. A Fábrica das Devesas, verdadeiro ex-libris do desenvolvimento industrial de Gaia, e do País, teve um processo aberto para classificação de interesse público, que foi arquivado ao fim de quase 30 anos. Entretanto, todo o complexo fabril e o espólio arqueológico, artístico e histórico, foi destruído. Inclusivamente, a própria autarquia obrigou à destruição de um dos (arquitectónicamente ricos e artísticos) ângulos do complexo, por ameaçar a via pública. Concordo com a questão do perigo mas penso que ordenar destruir não seria a solução… Por outro lado, há 40 anos que se fala no Centro Histórico de Gaia, há 20 que teve um processo para ser classificado de interesse cultural, que foi arquivado. Parece que o Ministério da Cultura só serve para alugar as merd*** que tem, como o Convento de Cristo, em Tomar, para filmes de milhões, a troco de tostões e umas asneiras… Quanto ao assunto acima, as actas que reúnem as conferências que promovem o Centro Histórico, naquele “Cidades de Rio e Vinho” ainda não foram lançadas. O pretexto é falta de agenda do Presidente, que certamente anda a inaugurar uns ranchos, uns jogos juvenis, ou umas feiras de alheiras, mas não tem tempo para aquilo, se calhar porque os especuladores “não deixam”… Também, o vereador (da sua equipa) responsável pelo Centro Histórico, é o arquitecto responsável pela destruição do quarteirão onde está a ser construído o tal supermercado, o hotel, e outras merd*** Também sob sua supervisão, foi reduzida a ásrea do Centro Histórico, área mais-ou-menos protegida… Convençam-se: isto é tudo para passar a tostões, para uma lado, e tostões, para outro… Venha para cá o gajo da Coreia do Norte e o das Filipinas, e vamos ver como fica esta merd*** toda.

  8. Rafael Abreu says:

    Corrijo:
    “tostões, para um lado, e milhões, para outro…”

  9. Francisco says:

    O pessoal do Porto queria é que Gaia se transformasse num chamariz de ruínas para chamar mais turistas.

  10. RosarioForjaz says:

    As atrocidades que estam continuamente a construir em pouquíssimo tempo na orla marítima das praias desde Miramar ao Canidelo, são um atentado ao bem estar e ao uso necessário à escala. Edifícios de apartamentos enormes, de volumetrias compactas e todos semelhantes na parafernália de materiais e r bicoques ..Não posso aceitar esta mudança brutal da paisagem nas praias de Vila Nova de Gaia nem no horror que se vislumbra nas caves.

Trackbacks

  1. […] Recorde-se que o actual vereador do urbanismo da Câmara Municipal do Porto, o Arquitecto Rui Loza, afirmou numa conferência organizada precisamente pelo município gaiense, que a destruição das Caves de Vinho do Porto implicaria para a cidade do Porto a perda da classifi…. […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s