Os milhões das autárquicas


Dizem as notícias que as campanhas autárquicas onde o PS irá gastar mais dinheiro decorrerão nas margens do Douro: Porto e Gaia.
Ambas estão ganhas para o Partido Socialista.
No caso do Porto, teremos a vitória do Dr. Manuel Pizarro, que será facilmente eleito Vereador, assegurando a continuidade do convívio fraterno entre os Fenianos e o Ateneu.
Em Gaia, será reeleito o “chega-me isso” do Dr. Marco António Costa, um manga de alpaca que assegurará a paz do trânsito e a rega dos jardins.
Corações ao alto e mão na carteira.

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Como eu venho dizendo por aqui e por outros lados, o problema português é mais dos eleitores que temos que dos eleitos. Estes são, apenas,uma consequência da carneirada que vota e uma oportunidade para depois se “cortar na casaca”….
    Quando se não pensa pela própria cabeça …

  2. Rui Naldinho says:

    A ser assim, fica demonstrado que os Tugas gostam mesmo do Centrão. E não é para admirar. PSD e PS digladiam-se diariamente “aqui e em toda a parte”, não pelo que de bom, ambos possam trazer para o País, neste caso específico para as nossas urbes, mas muito mais, pelo que estas possam trazer de proventos às suas gentes, incluído eles próprios, como entidades geradoras de negócios.
    Não é por acaso que lemos aqui e noutros lados, comentários que mais parecem panfletos de propaganda. Não faltam arregimentados dispostos/as a “colar cartazes” em toda a página das redes sociais que esteja disposta a dar-lhes “parede livre”!
    Sabemos que o Turismo está a gerar fortes receitas na economia das cidades, ao ponto de este se transformar no principal motor da recuperação económica. É um sector de actividade muito volátil e conjuntural, pelo que, quem estiver no Poder agora, tirará dividendos a curto e médio prazo para a sua claque, uns mais do que outros, mas toda ela sempre disposta a jurar fidelidade à Pátria e à Constituição da República.
    Passos Coelho disse muita mentira. Mas há uma verdade insofismavel, dita por ele.
    ” O importante é estar-se no Poder”, porque é aí que se decide tudo.
    É das poucas coisas em que concordo com ele, e que ao mesmo tempo ajuda a desmontar aquela ideia muito gasta, de que em Portugal a economia não depende muito mais do Poder, mas sim e apenas da livre iniciativa.
    Engana-me que eu gosto!

    • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

      Mas conhece algum político centrão que não procure algo que não passe pelo imediatismo dos resultados?
      Esta gente não tem a mínima capacidade de planear a médio ou longo prazo, nem o quer fazer, porque sabem que perdem as eleições a seguir se os resultados não aparecerem imediatamente e, como muito bem diz …” O importante é estar-se no Poder”.
      O Turismo, pelo menos no Porto, cidade que bem conheço, podia ser uma fonte de receitas continuada, se suportado por planos efectivos e estruturados por onde passa a divulgação da cidade lá fora e cá dentro e ainda, a protecção do autóctone.
      Mas não é nada disso que se passa. Chama-se o turista, enchem-se as ruas, fala-se inglês e cria-se uma inflação de todo o tamanho, nas refeições, nos alojamentos e nos transportes o que faz com que o verdadeiro prejudicado seja o portuense. Por isso tenho dito que este Presidente da autarquia está a matar a galinha dos ovos de ouro. O problema é que o Portuense pensa na cidade e o referido senhor, na sua reeleição.
      Mas tem toda a razão. O Centrão quer é tacho. Eles abriram os olhos há muito tempo, mas a maioria dos votantes continua com os seus olhos fechados.Veja o escândalo de Aveiro, com o Sr. Ribau a quem chamo o papagaio do Luís Filipe Menezes, um populista dos cinco costados que fez “carreira” em Gaia e foi premiado em Aveiro. Veja a vergonha que é pensar que poderão vir a ganhar concorrentes que anteriormente foram julgados e condenados por crimes de vigarice e corrupção.
      E termino: Portugal tem um gravíssimo problema de percepção política. Confunde os partidos com os clubes de futebol e, armado em “justiceiro”, defende vigarices no seu meio que condena no vizinho.
      Gloria sic transit mundi…

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s