Gaia, a revolta contra as Árvores


“Voando a máquina, todo o céu será música, e Baltasar, lembrando-se da guerra, Se não for inferno todo o céu”.
José Saramago

Imagens: https://www.facebook.com/palavrasvivas.eroseira/posts/1594360617282236

Comments

  1. Mário Reis says:

    Pedindo emprestado ao menos, uma idotice chapada, de verdadeiros “grunhos”!!!

  2. Carlos Lacerda says:

    Depois de uma breve esperança por uma nova política, Eduardo Vítor Rodrigues revela-se tão bom como o comum dos autarcas. E não é do abate recente dos pinheiros, que EVR tão bem justificou, que falo, mas sim das dezenas de choupos que eram a única nota de verdura na marginal de Gaia e que foram para o lixo há mais de um ano.
    A nova política de EVR revela-se bem na condecoração de “Marcantónio” Costa, na tentativa de organizar o Marés Vivas em cima da Reserva Natural Local do estuário do Douro, daquele imbróglio do aumento do salário da mulher e, por último, do projeto com o nome parolo de World of Wine, que irá destruir a zona das caves. Vítor Rodrigues está ao nível de Menezes e do grande urbanista gaiense Heitor Carvalheiras.
    E não me venham colar rótulos de subserviência política oposicionista, porque, como estou farto de ser aldrabado, deixei de passar cheques em branco a essa gente. Vão todos para o raio que os parta!

    • Rui Naldinho says:

      Subscrevo o seu comentário, sem reservas.
      Na altura em que li o seu texto, estava precisamente a ver na RTP 1, o documentário “Amanhã”. Que aconselho vivamente.
      Ver as experiências que alguns países e comunidades desenvolvem para diminuir progressivamente o uso de combustíveis fósseis como fonte de energia, nos seus territórios, melhorando assim a sua qualidade de vida, desperta-nos para outros mundos.
      Na realidade, cá por baixo, no que concerne ao Poder autárquico, ainda andamos um pouco como no tempo dos gladiadores…
      Cada um faz o que lhe dá na real gana!

  3. Rui Naldinho, o documentário “Demain” é mesmo muito bom. Eu, há já alguns meses, fiz cópias dele e enviei-as a todos os autarcas do meu concelho. Pode ser que fique qualquer coisinha…

    • Rui Naldinho says:

      Os meus parabéns por tão lúcido conselho. Eles deviam ser obrigados a ver aquilo pelo menos uma vez. A seguir fazer um pequeno trabalho sobre, mesmo que critico, sobre o que tinham visto. E só depois lhes transfeririam as verbas para à autarquia.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s