A batota autárquica dos “fake likes”


Coisas curiosas vão ocorrendo nas redes sociais, uma vez que se transformaram num dos principais veículos de propaganda política e eleitoral. O número de “Gostos” é um sinal aparente de popularidade e adesão, servindo para fazer passar uma ideia de notoriedade que, por vezes, não corresponde integralmente à realidade. Aquilo que de facto se verifica é uma gigantesca operação de falsificação de “gostos”, com candidatos autárquicos a recolhê-los em lugares tão distantes como o Sri Lanka, o Paquistão, os Estados Unidos ou a Índia. A compra de “likes” do Feicebuque é um modo de fazer batota e de induzir em erro os eleitores que se deparam com um grau de popularidade dos candidatos sem qualquer correspondência na realidade. Mas a verdade é que por meros 15 dólares é possível comprar 1000 likes de pessoas que nem sequer existem.

A título de exemplo, atente-se na página da recandidatura do actual presidente da Câmara de Gaia, analisada pelo “Facebook Like Checker”, uma aplicação citada hoje pela SIC Notícias e pelo  jornal Expresso, e usada numa interessante reportagem daquele canal de televisão.

Na página em causa – “Dedicados a Gaia” 62% dos “gostos” têm origem no estrangeiro, em países como o Brasil, os Estados Unidos, a Índia ou o Egipto. Dá-se o interessante caso de a referida página ser bastante popular no Peru, onde conquistou 130 “gostos”. Mais ainda no Paquistão, onde alcançou 186. No Sri Lanka tem apenas 35 “gostos”, o que suscitará, certamente, uma reflexão profunda da equipa responsável pela campanha eleitoral do autarca.

Na página “Dedicados a Gaia” apenas 38% dos “Gostos” têm origem em Portugal, não sendo possível calcular quantos destes foram colocados, de facto, por munícipes de Vila Nova de Gaia, ou até por pessoas reais.

Comments

  1. façam o favor de ver os likes de fernando medina e de rui moreira como de antónio pisarro ou de assunção cristas, pois também por lá devem andar ás compras. sejamos honestos e não facciosos ou guerrilheiros.

  2. Filomena says:

    São milhares os Gaienses que residem no estrangeiro que engraxados por uma qualquer abertura de um gabinete de “apoio” ao cidadão que se vai embora (há quem acrdeite que essa maquineta auxilie alguém no outro sentido (os que regressam, ou estão de passagem) ou simplesmente os cidadão que residem in situ) esses berliques berloques ou rebuçados que depressa se consumem, nem chegam a ser utilizados, servem para levar com largos milhares de likes de boa gente que ama a terra mas (e nem todos sabem) que por residir fora perde o direito de votar nessas eleições e ou referendos, no entanto não é por isso que os likes deixam de chover há quem acredite nas cantigas dele e a distância trai pela ausência de informação, tendo em conta que na sua página do Facebuque de facto é tudo “cor de rosa” é caso para o dizer, à semelhança dos romances com perfume de água de rosas, viajamos até a um passado aquele em que líamos os “Caprichos” só lhe faltam as bolhinhas com os diálogos entre o bom e o mau da fita nessa Nápoles em que Gaia e o seu conselho se tranformaram!….

  3. Muito interessante.

  4. Até vou ver para ter uma ideia. E cá está, só no meu blogue (que quase ninguém lê) tenho 14 mil visitas da Rússia e 52 mil dos Estados Unidos! Tu queres ver que eu também ando a pagar para ter visualizações?
    E agora digam-me lá: é só o candidato a Gaia que tem visualizações que não são originárias de Portugal? Se não é, então por que é que só se coloca este candidato “a título de exemplo”? Sensacionalismo.

    (não tenho qualquer simpatia pelo candidato em questão, nem voto no partido dele)

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s