O fogo fátuo do populismo

Enquanto as urgências do Hospital de Gaia rebentam pelas costuras, com os corredores transformados em unidade de internamento e tempos de espera para doentes urgentes na ordem das 7 horas, a Câmara de Gaia decidiu estourar uma fortuna do dinheiro dos contribuintes para assinalar o Dia de Reis, conhecida tradição republicana e laica que o município diz querer “recuperar”. Essa “recuperação” foi feita ontem com um mega-concerto musical ao qual assistiram cerca de 300 pessoas e com um grande espectáculo de fogo de artifício, ao som dos AC/DC – banda de rock australiana conhecida pela sua produção de música sacra -, para uma beira-rio deserta, conforme se pode ver na imagem.

Vila Nova de Gaia, 7 de Janeiro de 2018. Fogo de artifício lançado a partir da Serra do Pilar e da Ponte Luís I para uma Beira-Rio deserta.

Talvez seja este criterioso gasto de recursos públicos e dos impostos dos contribuintes, desbaratando centenas de milhares de euros em festanças natalícias a que ninguém assiste, que toma o nome de populismo. Talvez aqui resida um dos fundamentos do prestígio crescente de que a “classe política” beneficia entre o povo ignaro, a turba “raivosa” – como a adjectiva a deputada Isabel Moreira – sempre pronta a atacar os partidos políticos e a sua sacrossanta legitimidade representativa. Isto enquanto dois quilómetros acima, nas urgências do Hospital de Gaia, faltam lençóis para cobrir os corpos espalhados em macas pelos corredores.

Comments


  1. Isto enquanto dois quilómetros acima, nas urgências do Hospital de Gaia, faltam lençóis para cobrir os corpos espalhados em macas pelos corredores.

    Podem agradecer ao Passos e mais não digo mas tenho o que dizer.


  2. O que fazia mesmo falta em Gaia eram umas escadas rolantes sacras, pela módica quantia de 2 milhões e meio de euros… Talvez depois convidem o Francisquinho para a inauguração e beatifiquem mais alguém.

    https://www.dn.pt/portugal/interior/feira-dos-carvalhos-e-senhora-da-saude-gaia-ficarao-ligadas-por-escada-rolante-9027234.html

  3. atento às cenas says:

    se o hospital é da camara é um escândalo sim senhor. se não é, uma coisa não tem a ver com a outra. é apenas o sistema caça-votos a funcionar. se os munícipes votam nestes artolas, a solução talvez seja mudar os municipes a ver se a coisa endireita. cá para mim acho que é todo o sistema político que está em causa. misturar as cenas é que é populismo


  4. Bruno, não sejas mauzinho pra eles! Então não vês que se estão a preparar para a regionalização! Vais ver como será então. Só festas e folguedos. Vai ser um arraial permanente, com muitas rotundas iluminadas, arranjos florais e muitos, muitos arraiais – em dias de rei e outros mais. Quê? Serviços essenciais, como saúde e saneamento? Não sejas desmancha prazeres, então não vês, tal como se vê em Gaia, que morrer morrem, mas irão satisfeitos. Olha, por exemplo, o que se passa no Município de Serpa: é só festas, arraiais, arranjos florais e outras obras de fachada. Mas, como não arranjam a ETAR da povoação de Vales Mortos (que não estão mortos ou, ainda, não a abandonaram) andam em transporte diário de resíduos desta povoação para outra em dois tractores, perfazendo a módica quantidade de 250kms por dia. Estás a ver como funcionam as autarquias? O problema é que “populistas”, como nós – abjectos seres – ao agitar as águas turvas, qual movimento centrífugo, acabamos por trazer a merda à superfície e estragamos a festa.
    Porra pra nós, desmancha prazeres!


  5. por acaso é utente do hospital de Gaia, ou anda AMANTIZADO com a bastonária cavaco. eu sou utente desse hospital e tem uns dias piores que outros. o máximo de espera para uma consulta de ortopedia,cai na neve estou enfaixada e so tenho 2 dedos para escrever. desde que cheguei puseram-me uma pulseira esperei uma hora para fazer radiografias e como é lógico tive de esperar Pelo resultado dos exames. em portugal falam por ouvir dizer. eu vou sempre investigar. pois nunca escreve nada sem ter a certeza. O MEU JORNAL É O MELHOR DO MUNDO, mas o mau pretogues esta cada vez pior.. .

Deixar uma resposta