Run Kings

Se não gosta, proíba os Quadros de Honra na Escola Pública.

Comments

  1. ganda nóia says:

    sai uma comparação imbecil do santinhos,

  2. Bruno Santos says:

    Nóia, mande-me o seu contacto telefónico. Gostava de lhe dizer uma coisa. Obrigado.

  3. Bento Caeiro says:

    Quadro-de-honra nada tem a ver com rankings. Visa tão somente incentivar o desempenho dentro da mesma escola. Tem a finalidade altruísta de puxar para cima e não pugnar pelo equilíbrio e pela estagnação puxando para baixo.

    • Bruno Santos says:

      O Quadro de Honra é como a Comissão de Honra. Estabelece o direito à Honra em função dos resultados que se alcançam e não do esforço que se realizou para alcançá-los. Um aluno de nota média, ou até mesmo negativa, que, em face das suas circunstâncias e das dificuldades a elas inerentes, realizou um esforço de progresso que o levou a suplantar-se, a vencer as dificuldades e as circunstâncias, alcançando um resultado que, não sendo Excelente, é superior ao que aquelas dificuldades e circunstâncias fariam esperar, é digno de um louvor maior do que o aluno de excelentes resultados mas excelentes condições para os obter.
      Desculpe, mas não sei explicar-me melhor. Um homem médio que se suplanta é superior ao que, sendo excelente, fica aquém da sua potência. Sem reconhecer isto não se interrompe a reprodução social nem a injustiça que dela resulta pois, como sabe, não nascemos todos iguais.

  4. Bento Caeiro says:

    Esse, Bruno, prémio pelo esforço, será sempre uma questão que podemos abordar, mas nunca resolver. Começa logo pela inteligência que cada um de nós possui, nomeadamente, em termos de capacidade de compreensão, raciocínio e memorização que, por muita boa vontade que tenhamos, não podemos ignorar nem tampouco desvalorizar. Assim sendo, sabemos que alguns alunos, com muito menos esforço, conseguem resultados muito superiores aos de outros mais esforçados. Contudo, também existem muitos com boas capacidades que, por falta de empenho, não obtêm bons resultados.
    O quadro-de-honra, obviamente, tendo mais efeito nestes últimos – puxa pela sua dedicação, ao mexer na sua auto-estima – é susceptível de influenciar a todos. Também sei que, infelizmente, de uma forma negativa a alguns.
    A vida é injusta – também, no que respeita ao ensino e aprendizagem. Contudo, podemos procurar obter alguma justiça puxando por todos e apoiando alguns; não podemos é fazê-lo travando os mais aptos e empenhados.

Deixar uma resposta